NYT revela eficiência do Instant Articles

Os textos do The New York Times publicados no Facebook via Instant Articles registraram 3,5 vezes mais compartilhamentos, geraram o dobro de likes e foram comentados até cinco vezes mais.

Os textos do The New York Times publicados no Facebook via Instant Articles registraram 3,5 vezes mais compartilhamentos, geraram o dobro de likes e foram comentados até cinco vezes mais.

A primeira análise feita pelo jornal norte-americano The New York Times (NYT) sobre a funcionalidade do Instant Articles, do Facebook, indica que a ferramenta demonstra maior potencial para engajar os leitores do que as publicações regulares do jornal na rede social. O estudo do NYT, feito a partir de uma pequena amostra, detectou que, comparados às postagens feitas a partir do seu próprio site, os textos publicados na rede social via Instant Articles registraram 3,5 vezes mais compartilhamentos, geraram o dobro de likes e foram comentados até cinco vezes mais.

O levantamento promete incendiar ainda mais o debate entre os editores de todo o mundo sobre a influência da rede social norte-americana na distribuição de notícias, em um cenário no qual os meios de comunicação precisam se adaptar rapidamente ao meio digital e, ao mesmo tempo, temem se transformarem em reféns do Facebook. No entanto, desde maio, o sistema criado pelo Facebook conta, além o NYT, com a parceria de outros nove veículos de comunicação internacionais – tais como The Guardian, BBC e Bild. Pelo acordo, os jornais podem inserir publicidade em cada texto postado, ficando com a totalidade da receita gerada pela propaganda.

Ao analisar a pesquisa do NYT, Michael Reckow, gerente de produtos do Instant Articles, disse que os usuários que recebem as postagens pelo sistema do Facebook estão, de fato, mais dispostos a compartilhar esses textos do que aqueles obtidos a partir dos serviços online dos jornais. “A razão disso é que as postagens do Instant Articles têm uma velocidade de carregamento menor do quem um segundo, o que significa que as pessoas têm acesso ao conteúdo de forma imediata”, afirmou.

As notícias publicadas por meio do Instant Articles são, por enquanto, direcionadas apenas aos usuários de iPhones. No entanto, a amostragem do NYT, por conta das conectividades da rede, engloba as demais interações destas publicações, vistas como postagens normais por quem usa Android ou desktop.

Leia aqui o texto na íntegra.