Com o objetivo de ampliar a gestão de jornalismo integrado entre rádio e jornais, nova estrutura terá Marta Gleich como diretora e novas lideranças na Gaúcha, em Zero Hora e no Diário Gaúcho Com o objetivo de ampliar a gestão de jornalismo integrado entre rádio e jornais, nova estrutura terá Marta Gleich como diretora e novas lideranças na Gaúcha, em Zero Hora e no Diário Gaúcho

Grupo RBS anuncia estrutura de redações integradas e novas lideranças no jornalismo

O Grupo RBS dá mais um passo no processo de evolução de sua estratégia de investimento em jornalismo a partir de um modelo de produção de conteúdo mais integrado, com foco na jornada do consumidor em todas as plataformas. GaúchaZero Hora e Diário Gaúcho passam a operar juntos e em uma mesma redação integrada. Marta Gleich assume como diretora de Jornalismo de Rádio e Jornal, respondendo pelas marcas Gaúcha, CBN, ZH, Diário Gaúcho, Pioneiro e GaúchaZH, preservando o território de atuação de cada uma delas e ampliando a proximidade com o público. Marta dividirá com Cezar Freitas, diretor da RBS TV, a liderança do jornalismo da empresa, respondendo para a vice-presidente de Produto e Operações, Andiara Petterle.

A mudança tem também como pilar importante o reconhecimento de talentos. Outros seis jornalistas assumirão novos desafios: Daniel Scola será o novo gerente-executivo da Rádio Gaúcha, com o apoio de Andressa Xavier, nova editora-chefe da rádio. Rafael Cechin comandará o Esporte de três marcas (Gaúcha, ZH e DG), numa visão integrada de concepção e entrega de conteúdo. Nilson Vargas irá liderar ZH, DG e Pioneiro. Carlos Etchichury torna-se editor-chefe de ZH, e Diego Araujo terá a mesma função no DG. Andreia Fontana segue no comando do Pioneiro, em Caxias do Sul.

Desde 2016, a RBS vem realizando uma análise profunda, fundamentada em pesquisas com o público, benchmarking e apoio de consultorias internacionais para promover a evolução de suas marcas de jornalismo. Como base dessa visão estratégica está o desejo permanente de acompanhar as tendências e melhores práticas mundiais da indústria e as demandas dos consumidores. O formato mais integrado para produção de conteúdo permite mais flexibilidade e adaptação constante à jornada do consumidor, além de promover um ambiente de inovação, criatividade e propício à descoberta e ao desenvolvimento de novos talentos. Em um primeiro movimento, foi criado o grupo de jornalismo investigativo (GDI) – que desde então já realizou 37 reportagens e recebeu 11 prêmios e, na nova estrutura, passa a ser liderado pela jornalista Dione Kuhn. Zero Hora e Diário Gaúcho também já haviam unido suas expertises para reforçar a cobertura de temas de segurança, serviços e cotidiano de Porto Alegre. Em setembro do ano passado, a empresa lançou GaúchaZH, um co-branding entre as marcas Gaúcha e Zero Hora nas plataformas digitais, cuja audiência já é de 12 milhões usuários/mês.

Em fevereiro deste ano, a vice-presidente de Produto e Operações da RBS, Andiara Petterle, esteve no seminário “Oxford Perspectives – Envisioning the Newsroom in 2020”, discutindo com líderes de empresas de conteúdo do mundo inteiro, entre outros temas, como serão as redações do futuro. O Instituto Reuters para o Estudo do Jornalismo, da Universidade de Oxford, na Inglaterra, é referência global em tendências de jornalismo, consumo de mídia e digital.

– As estruturas são o reflexo da nossa estratégia olhando para o futuro: fortalecimento do jornalismo local, com profissionais de excelência produzindo conteúdo para todas as plataformas. Lançamos no ano passado o GaúchaZH, que tem se provado um sucesso de integração e nos anima a investir em mais e novos projetos de jornalismo. Nosso foco são redações produzindo o melhor jornalismo para os gaúchos com processos mais contemporâneos e valorizando os nossos melhores talentos, um diferencial sempre presente na RBS. Fico muito feliz de promovermos tantas boas lideranças na rádio e nos jornais – diz Andiara Petterle. 

O projeto foi apresentado nesta tarde (18), em primeira mão, para jornalistas de Zero Hora, Diário Gaúcho e Gaúcha. A partir de maio, as equipes passarão a ocupar o mesmo espaço físico em uma redação mais moderna.  

Marta Gleich  Formada em Jornalismo pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) em 1985, pós-graduou-se em dois mestrados profissionalizantes: Gestão em Jornalismo e Jornalismo Digital, ambos pelo IICS de São Paulo, em 1997 e 2007. Em 2001, cursou o PDE (Parceria para o Desenvolvimento Empresarial) da Fundação Dom Cabral. Em 2004, por meio de uma bolsa do International Center for Journalists (ICFJ), de Washington, trabalhou e estudou cinco semanas em jornais americanos para aprofundar-se no tema Jornalismo Multimídia. Na RBS, entrou ainda como estudante de Jornalismo e foi revisora, repórter, repórter especial, editora-executiva, editora-chefe de Zero hora entre 1997 e 2007. De 2008 a 2012, foi diretora de Internet do Grupo RBS, responsável por lançar os sites de jornais, rádios e TVs no RS e em SC. Implementou a operação de Desenvolvimento de Produtos Digitais do Grupo RBS no Tecnopuc. Desde 2012, vinha atuando como Diretora de Redação dos Jornais do grupo, onde, entre outras atividades, lançou o GDI (Grupo de Investigação da RBS). É integrante do Comitê Editorial da RBS desde a sua fundação. Trabalha na RBS há 34 anos.

Nilson Vargas – Jornalista formado pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) com pós-graduação em Teoria da Comunicação pela Faculdade Cásper Líbero (SP) e Master em Jornalismo para Editores no Instituto Internacional de Ciências Sociais (IICS)-ISE Business School. Por dez dos seus 34 anos de carreira jornalística, atuou na área de comunicação empresarial, atendendo grandes empresas nos mercados de São Paulo e Santa Catarina. Em redações, como repórter, atuou na área de Economia, em São Paulo, produzindo reportagens para as revistas Veja e Exame. Em funções de liderança, foi editor-executivo da Revista Amanhã - Economia e Negócios, subeditor de Economia da Revista Veja e Editor do site veja.com, antes de ingressar no Grupo RBS, em 2002. No Grupo, foi editor-chefe dos jornais Diário de Santa Maria, A Notícia (Joinville-SC) e Diário Catarinense. Assumiu como editor-chefe de Em Zero Hora em 2012 e, desde o ano passado, também comanda GaúchaZH.

Daniel Scola – Jornalista formado pela Universidade de Caxias do Sul (UCS) e mestre em Jornalismo Internacional pela Universidade de Cardiff (Reino Unido). Apresenta, de segunda a sexta-feira, o programa Gaúcha Atualidade. Como enviado especial do Grupo RBS, cobriu as últimas eleições presidenciais nos EUA (2004, 2008 e 2016), a posse de Donald Trump (2017), os terremotos do Chile (2010) e do Japão (2011) e a ida do presidente Barack Obama a Cuba (2016).

Carlos Etchichury – Formado em jornalismo pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), Etchichury fez mestrado em Ciências Sociais na Escola de Humanidades da PUCRS e Master em Jornalismo: Gestão Estratégica e de Marcas no Instituto Internacional de Ciências Sociais (IICS)-ISE Business School. Com quase duas décadas de Grupo RBS, conquistou, como repórter de Zero Hora, duas dezenas de prêmios, entre eles Esso (duas vezes), Embratel (três vezes), Movimento de Justiça e Direitos Humanos e ARI, além do título de Jornalista Amigo da Criança (distinção concedida pela Andi). É coautor dos livros "Os Infiltrados – Eles eram os olhos e os ouvidos da ditadura", escrito em parceria com os jornalistas Carlos Wagner, Humberto Trezzi e Nilson Mariano, e "45 Anos de Reportagem", lançado para celebrar os 45 anos de ZH. Como editor, Etchichury coordenou coberturas da tragédia da Boate Kiss, em 2012, e a crise na área da segurança pública, em 2016.

Rafael Cechin – Formado em jornalismo pela PUCRS. Desde 2001 na Rádio Gaúcha, atuou como produtor e repórter até assumir, em 2013, a coordenação de esportes da emissora. Foi repórter na Copa de 2014 e na Olimpíada de 2016, onde também comandou a cobertura do Grupo RBS no Rio de Janeiro. Atualmente, coordena o projeto de Copa 2018 nos veículos da empresa.

Diego Araujo – Jornalista formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Após passagens nas rádios Gaúcha e Guaíba, entrou em Zero Hora em 1995 na editoria de Geral, da qual foi editor-executivo por seis anos. Na editoria de Esporte desde 2012, coordenou as coberturas da Copa do Mundo de 2014 e da Olimpíada de 2016, ambas no Brasil. 

Andressa Xavier – Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos), começou na Rádio Gaúcha como estagiária. Atuou como produtora, editora e implementou a Gaúcha Santa Maria e a Gaúcha Serra. Foi a primeira mulher a apresentar o Correspondente Ipiranga, principal síntese noticiosa do rádio gaúcho. Como enviada especial do Grupo RBS, cobriu a última eleição presidencial nos EUA (2016). Apresenta o programa Supersábado.