CPJ e ANJ pedem imediata investigação de atentado contra jornalista de Embu das Artes (SP) Reprodução/VerboOnline

CPJ e ANJ pedem imediata investigação de atentado contra jornalista de Embu das Artes (SP)

O Comitê para a Proteção dos Jornalistas (CPJ) e a Associação Nacional de Jornais (ANJ) instaram nesta semana as autoridades brasileiras a investigar de forma rápida e confiável o atentado contra Gabriel Barbosa da Silva, repórter, cartunista e fotógrafo freelance que trabalha meio período para o site noticioso de São Paulo, VerboOnline, e levar seus agressores à justiça. "Os jornalistas que cobrem problemas locais ou trabalham em cidades menores enfrentam consistentemente algumas das maiores taxas de violência no Brasil", disse o vice-diretor executivo do CPJ, Robert Mahoney. “O covarde atentado contra Gabriel precisa ser investigado, de modo que haja a punição dos culpados. A impunidade estimula a repetição de crimes como esse”, reforçou Ricardo Pedreira, diretor executivo da ANJ.

Recentemente, Silva, conhecido pelo apelido de Binho, cobriu um polêmico imposto sobre coleta de lixo que o prefeito de Embu das Artes anunciou em julho de 2017, relatou o CPJ. No dia 28 de dezembro, por volta das 2 da manhã, um carro prata tentou a moto dirigida pelo repórter para fora da pista na rodovia BR-116, perto de Embu das Artes, cidade da Grande São Paulo. A ação do veículo resultou na queda do jornalista, informaram o VerboOnline e Silva. Logo em seguida, o carro parou e pelo menos um dos seus passageiros disparou três tiros em Silva sem atingi-lo, de acordo com o jornalista. Seu tornozelo foi quebrado quando se jogou na encosta da rodovia [para proteger-se dos tiros]. Silva saiu mancando para longe do local, e foi levado por um veículo que passava para um hospital próximo, disse o jornalista ao CPJ.

Horas após o ataque, Silva recebeu uma mensagem no Facebook de uma conta sob o nome de Samuel Salve Geral que confirmou que o ataque era "uma mensagem" e disse que o jornalista seria "baleado no rosto" na próxima vez. A mensagem, cuja cópia foi vista pelo CPJ, alertou Silva para deixar de 'ter uma boca tão grande', palavras que ele acredita indicar que alguém estava descontente com suas matérias.

Leia mais em:
https://cpj.org/pt/2018/01/atacantes-jogam-moto-de-reporter-freelancer-brasil.php#more