Promovido como ferramenta para publishers, Instant Articles é usado por sites de notícias falsas, diz BuzzFeed Reprodução

Promovido como ferramenta para publishers, Instant Articles é usado por sites de notícias falsas, diz BuzzFeed

Lançado pelo Facebook em 2015 com a promessa de garantir receita aos produtores de conteúdo jornalístico, o Instant Articles não apenas vem sendo abandonado por grandes publishers decepcionados com a falta de monetização como também tem se transformado em área fértil para os sites de notícias falsas. A informação, divulgada em reportagem do BuzzFeed, dá conta de que, em alguns casos, o próprio Facebook está ganhando dinheiro com as fake news carregadas de forma mais acelerada pelo Instant Articles.

Em análise, o BuzzFeed encontrou 29 páginas do Facebook e sites associados usando o sistema de carregamento rápido, com foco central na melhor navegação mobile dos usuários, para alavancar a audiência de mentiras. Pelo menos 24 dessas páginas, relatou o BuzzFeed, também se inscreveram na sistema que amplia a escala de anúncios no Facebook, o Audience Network. Além disso, de 16 postagens falsas no Instant Articles analisadas pelo BuzzFeed, 15 tinham pelo menos um anúncio entregue pela própria rede de publicidade do Facebook. Alguns registravam dois ou três. Isso reforça, segundo o site de notícias, que o Facebook recebeu dinheiro com fraudes espalhadas na sua rede social.

"Estamos combatendo as notícias falsas e não queremos que nossa plataforma faça parte disso, incluindo o Instant Articles", disse um porta-voz do Facebook por e-mail. "Nós lançamos um esforço abrangente em todos os produtos para impedir esses golpistas”. O porta-voz não respondeu a perguntas sobre o uso do Instant Articles por falsos publishers, mas os textos enviados para o Facebook pelo BuzzFeed foram posteriormente removidos da rede social. A empresa também não comentou sobre como os produtores de conteúdo dos textos identificados pela reportagem superaram o processo de aprovação, que proíbe a participação de empresas que geram informação falsa.

Alguns dos sites que utilizam o Instant Articles para notícias falsas, contou o BuzzFeed, pertencem a um homem chamado Ergyn Gashi, da Sérvia, que não respondeu aos pedidos de entrevista. Os registros mostram que ele possui 33 domínios de notícias em língua inglesa com nomes como lovenative.us e thebestnews.us.

Leia aqui o texto original do BuzzFeed