Luis Alfredo de León Miranda e Laurent Ángel Castillo Cifuentes Luis Alfredo de León Miranda e Laurent Ángel Castillo Cifuentes / Reprodução

SIP condena os assassinatos de dois comunicadores na Guatemala

A Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP) condenou os assassinatos de um jornalista e um publicitário na Guatemala e instou as autoridades a investigar com rapidez para descobrir a motivação dos crimes e seus autores, levando-os a julgamento.

Ainda não se sabe se os homicídios estão relacionados às atividades profissionais dos comunicadores, mesmo assim o presidente da SIP, Gustavo Mohme, alertou: “Repetimos o que advertimos há poucos dias sobre como ataques verbais contra jornalistas e meios de comunicação podem incentivar atos de violência".

Antes, a entidade havia lamentado as declarações do ex-presidente da Guatemala e atual prefeito da capital, Álvaro Arzú, que durante um evento instou as forças armadas “a passar por cima da cabeça dos meios de comunicação negativos”. Arzú responsabilizou a imprensa de difamar as autoridades e o país, informou o Centro Knight.

Os corpos do repórter Laurent Ángel Castillo Cifuentes, do jornal Nuestro Diario em Coatepeque, Quetzaltenango, e Luis Alfredo de León Miranda, publicitário da Radio Coaltepec, foram encontrados na quinta-feira da semana passada (1º) em uma plantação de cana de Santo Domingo Suchitepéquez, ao sudoeste da capital da Guatemala, informou o Ministério Público do país.

Os profissionais foram estrangulados e baleados nas cabeças, e tinham os pés e as mãos amarrados. Os dois haviam viajado em 28 de janeiro para a cidade de Mazatenango com o objetivo de cobrir o carnaval local.

Leia mais em:

https://knightcenter.utexas.edu/pt-br/blog/00-19257-dois-comunicadores-sao-encontrados-mortos-e-com-sinais-de-tortura-na-guatemala

http://www.sipiapa.org/notas/1212054-guatemala-la-sip-condena-asesinatos