SIP condena assassinato de blogueira no México Reprodução

SIP condena assassinato de blogueira no México

O assassinato da blogueira mexicana Pamela Montenegro, na segunda-feira (5), tem de ser rapidamente investigado para que seja esclarecido se está relacionado a críticas feita pela comunicadora no seu canal na rede social YouTube, enfatizou a Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP) esta quarta-feira (7). A entidade também instou as autoridades do país a levar os responsáveis pelo crime a julgamento. "O México segue nas primeiras posições dos países com maiores índices de violência contra comunicadores. Por conta da impunidade desenfreada, agentes políticos e delinquentes do crime organizado intensificam seus planos sangrentos”, lamentou o presidente da Comissão de Liberdade de Imprensa e Informação da SIP, Roberto Rock.

Montenegro, de 36 anos e conhecida pelo personagem Nana Pelucas, foi morta a tiros, disparados por duas pessoas, quando jantava com familiares em um restaurante no porto de Acapulco, no estado de Guerrero. A comunicadora conduzia, no YouTube, o canal El Sillón TV, um programa de comédia em que ela combinava sátira política e entrevistas, criticava servidores locais, dava conselhos de beleza e denunciava a delinquência organizada. Também produzia o programa República Independiente, que abordava temais culturais, sociais e políticos.

A comunicadora havia recebido ameaças pelo conteúdo de seus vídeos, difundidos nas redes sociais. A Procuradoria-Geral de Guerrero, o estado mais violento do México, informou que um servidor municipal relacionado com o crime organizado estaria envolvido no assassinato.

A SIP também exigiu das autoridades mexicanas a "garantia de segurança" de Héctor González, apresentador de notícias do Canal 2 da Televisa e de sua família. González foi ameaçado pelo prefeito de Ciudad Juárez, Armando Cabada.

Leia mais em:

http://www.sipiapa.org/notas/1212068-mexico-la-sip-condena-asesinato-video-bloguera