Mais um jornalista é assassinado no México; já são três neste começo de 2018 Reprodução

Mais um jornalista é assassinado no México; já são três neste começo de 2018

O jornalista Leobardo Vázquez Atzin foi assassinado a tiros em sua casa, nesta quarta-feira (21), no município de Gutiérrez Zamora, estado de Veracruz, no leste do México. O país coleciona agora três homicídios de jornalistas neste ano, seguindo a tendência violenta de 2017, quando foram registrados 507 agressões contra profissionais de comunicação e 12 assassinatos.

Vázquez, que havia trabalhado para os veículos locais La opinión de Poza Rica e Vanguardia, não havia reportado ameaças, segundo a presidente da Comisión Estatal de Atención y Protección de Periodistas (CEAPP), Ana Laura Pérez Mendoza, mas alguns colegas afirmam que elas ocorriam.

Veracruz é o Estado com maior número de jornalistas assassinados desde que Enrique Peña Nieto assumiu a presidência, segundo dados da organização Artículo 19. O México é o país mais perigoso de América Latina para o exercício do jornalismo e o segundo do mundo, atrás apenas da Síria, segundo a organização Repórteres Sem Fronteiras (RSF). De acordo com a Artículo 19, 99,6% dos crimes contra jornalistas permanecem impunes.

Leia mais em:

https://elpais.com/internacional/2018/03/22/mexico/1521690817_176743.html