SIP condena assassinato de jornalista em meio à repressão do governo da Nicarágua a protestos Reprodução

SIP condena assassinato de jornalista em meio à repressão do governo da Nicarágua a protestos

A Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP) condenou o assassinato do jornalista nicaraguense Ángel Gahona, morto no último sábado (21) com um tiro enquanto transmitia ao vivo, via Facebook para o jornal El Meridiano, protestos contra o governo de Daniel Ortega, na cidade de Bluefields. O presidente da entidade, Gustavo Mohme, disse que as autoridades têm de investigar o ocorrido e apurar as responsabilidades pela repressão desproporcional das forças de segurança da Nicarágua contra os manifestantes. Pelo menos 27 pessoas morreram desde a quarta-feira (18) da semana passada durante os protestos no país contra a reforma da previdência social, revogada no domingo (22). A SIP vem denunciando o autoritarismo e as restrições à liberdade de expressão impostas por Ortega, que está na presidência da Nicarágua desde 2007.

Leia mais em:

http://www.sipiapa.org/notas/1212307-la-sip-condena-el-asesinato-periodista-cuando-realizaba-transmision-nicaragua