O POVO veicula especial multiplataforma “Transposição. As Águas de Francisco”

O POVO veicula especial multiplataforma “Transposição. As Águas de Francisco”

O POVO lança em todas as suas plataformas, o especial As Águas de Francisco – Expectativa e Realidade na Peleja da Espera. O conteúdo atualiza o leitor/internauta/ouvinte sobre o andamento da maior obra em execução no País. E ainda por terminar. O projeto se estende por Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte e Ceará. Por canais, túneis, estações de bombeamento e aquedutos, transpondo o rio, hoje menos caudaloso que antes, para outros cantos precisados do mesmo Nordeste. Já está em fase operacional de testes ou lançando água efetivamente para cidades até pouco tempo colapsadas, mas ainda aguarda conclusões de etapas importantes para, de fato, funcionar plenamente.  

No impresso, as histórias que cruzam a transposição serão contada num caderno de 12 páginas. Dos dois rios que passam ao lado da roça de seu Deda, em São Domingos do Cariri (PB) - porque agora o rio Paraíba virou São Francisco também - às histórias de Zé de Cila, o “famoso ator” e guardador das memórias da cinematográfica Cabaceiras (PB). Da lenta retomada das obras em Penaforte (CE) e grande procura local por emprego às explicações do Ministério da Integração Nacional, que estuda terceirizar a gestão do projeto. 

Info interativo - O conteúdo digital inclui, entre vários diferenciais, “um infográfico interativo explicando toda a extensão da obra”, diz Maria Fernandes, gerente de Projetos Web do O POVO. Todo o material do Especial estará acessível em desktop e equipamentos mobile. “O digital reunirá tudo do Especial”, informa Juliana Matos Brito, editora executiva de Audiência do Grupo de Comunicação O POVO. Nas redes sociais, teasers lançados desde a última sexta-feira apresentam trechos do webdoc especial que vai ao ar a partir de amanhã. Também amanhã, na rádio O POVO/CBN, os programas O POVO no Rádio e Debates do Povo, da O POVO CBN, repercutiram As Águas de Francisco. 

Em maio de 2016, O POVO já havia ido à obra no especial À Espera de Francisco. Também em 2000, no caderno Transposição, e em 2006, no especial Pelas Águas do Velho Chico, quando o projeto ainda não havia saído do papel. 

Projeto gráfico – Gil Dicelli, editor do Núcleo de Arte do O POVO, que assina o projeto gráfico, conta que a ideia para o design do Especial vem dessa espera da água numa área tão arrasada pela seca. “Imaginei esse encontro da água com o solo e remeti imediatamente ao barro. Uma metáfora que envolve ainda o nascimento e morte, as realidades que andam de mãos dadas. Também é algo muito presente ao longo do trajeto do rio as manifestações artísticas que surgem no barro. Esculturas que traduzem vidas”, explica Gil.

O artista visual Carlus Campos usou pela primeira vez a argila em um de seus trabalhos e enfatiza que foi feita uma pesquisa em conjunto para a criação das peças. “Cada peça tem uma simbologia que tem a ver com o rio. É um trabalho em conjunto com o Cláudio Ribeiro (repórter especial que escreveu os textos), que me adiantou o que seria abordado em cada página. A partir daí fui pegando esses elementos chave e dando destaque. É como se fosse uma leitura gráfica do rio”, explica o artista.

Webdoc – Além do caderno especial, o projeto inclui um canal online e ainda um webdoc, dirigido por Émerson Maranhão, editor do Núcleo de Audiovisual. As imagens foram pensadas para orientar as narrativas e mostrar os caminhos percorridos pela reportagem. “A gente trabalha em equipe. O Gil construiu a identidade visual do caderno, a gente recebeu esses elementos e a partir disso criamos a identidade visual do webdoc. Isso foi pensado antes da equipe de reportagem sair daqui”, explica Maranhão.  A música Deixa o Rio Desaguar, composta pelo sergipano Aracílio Araújo, foi uma das surpresas da viagem. “O Flávio José gravou e acabou cedendo os direitos da trilha. Então conseguimos essa bossa de ter uma trilha quase acústica cantada por ele”, emenda.

As fotografias e imagens para o webdoc foram captadas pelo repórter fotográfico Mateus Dantas, que relata ter passado a semana anterior à viagem sonhando com a experiência de cruzar o Nordeste e com as imagens que faria. “Saí com a missão de fotografar a esperança que corre nas águas do rio São Francisco e chega para saciar o desejo de quem tanto esperava a Transposição. Criamos um roteiro para a viagem, mas visitamos o dobro de cidades planejadas. Cada localidade era um encanto e uma luz diferente”, conclui o fotógrafo.

Multiplataforma

Conteúdo do Especial Impresso: caderno de 12 páginas, com estética especial e reportagem explicando situação da obra. 

Webdoc: Documentário mostra cenários e a realidade de personagens no entorno da transposição.

Hotsite: Infográfico interativo, fotogaleria, vídeos, acesso digital às páginas: especiais.opovo.com.br/asaguasdefrancisco

Rádio O POVO CBN: Entrevistas e debates

Redes sociais: Lives com os produtores do Especial e conteúdo nas redes sociais 

ACESSOS

000227
Hoje
Esta semana
Este mês
Todos os dias
227
227
227
227

Seu IP: 54.225.59.242
2017-09-25 19:21