Com mais um assassinato, México deve encerrar 2017 como o ano mais mortífero a jornalistas Reprodução

Com mais um assassinato, México deve encerrar 2017 como o ano mais mortífero a jornalistas

Apesar dos frequentes e incisivos alertas das principais organizações ligadas à liberdade de imprensa, o número de assassinatos de jornalistas no México continua a crescer e deve superar as sangrentas estatísticas de anos anteriores no país. A mais recente vítima é o fotojornalista mexicano Edgar Daniel Esqueda Castro, encontrado morto na última sexta-feira (6) em San Luis Potosí, no centro do México, um dia depois de ter sido sequestrado por homens que supostamente se identificaram como policiais. O corpo de Esqueda Castro foi encontrado nos arredores do aeroporto internacional Ponciano Arriaga com sinais de tortura e execução, segundo o El Universal.

Organizações divergem na contagem de jornalistas assassinados neste ano, devido ao uso de diferentes critérios. Alguns veículos de mídia reportam pelo menos 11 jornalistas assassinados no México até o momento. O número se iguala ao total de 2016, o mais alto já registrado no país devastado por altos níveis de criminalidade e derramamento de sangue ligado às drogas. O Comitê para a Proteção dos Jornalistas (CPJ) documenta este ano o desaparecimento 14 jornalistas no México, sem contar o caso de Esqueda Castro. Durante os últimos 17 anos, 111 jornalistas foram mortos no México, sendo 38 deles sob o atual governo do presidente Enrique Peña Nieto

Esqueda Castro atuava na cobertura das editorias de polícia e de sociedade para os meios locais Metropoli San Luis e Vox Populi. Os dois veículos informaram que o fotojornalista já havia sido ameaçado em seu trabalho por policiais ministeriais, que chegaram a dizer que iriam sequestrá-lo. Por conta das ameaças, o fotojornalista havia apresentado queixa ante a Comissão Estatal de Direitos Humanos e o Comitê de Proteção a Jornalistas do Estado de San Luis Potosí, informou o Metropoli.

Leia mais em:

https://extra.globo.com/noticias/economia/fotografo-assassinado-2017-pode-se-tornar-ano-mais-sangrento-para-jornalistas-no-mexico-21921358.html

https://cpj.org/es/2017/10/periodista-mexicano-encontrado-muerto-en-san-luis-.php

ACESSOS

027417
Hoje
Ontem
Esta semana
Semana passada
Este mês
Mês passado
Todos os dias
305
991
1296
19728
23351
4066
27417

Seu IP: 54.161.73.123
2017-10-24 05:46