Há depreciação à liberdade de imprensa e ao pluralismo democrático, diz Roberto Rock. Há depreciação à liberdade de imprensa e ao pluralismo democrático, diz Roberto Rock. /Reprodução

SIP rechaça censura a redes de TV e diz que governo Maduro toma forma de “ditadura”

A Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP) rechaçou, nesta sexta-feira (25), a decisão do governo da Venezuela de retirar do ar os canais colombianos RCN e Caracol Televisión. A entidade enfatizou que a atitude confirma que a gestão do presidente Nicolás Maduro tomou "a forma obscura de uma ditadura que deprecia a liberdade de imprensa e o pluralismo democrático".

"Exigimos que o governo venezuelano reverta o quanto antes esta tendência de atropelo contra meios nacionais e internacionais", disse Roberto Rock, presidente da Comissão de Liberdade de Imprensa e Informação da SIP. Ele lembrou que no últimos anos o governo de Maduro bloqueou o sinal de seis canais estrangeiros por suas coberturas sobre a deterioração política e social na Venezuela, o que o regime de Maduro considera desfavorável. O bloqueio de RCN e da Caracol Televisión se soma aos da CNN en Español, NTN24, Todo Noticias e Infobae, da Argentina.

Leia mais em:

http://www.sipiapa.org/notas/1211647-sip-rechaza-expulsion-mas-televisoras-venezuela

ACESSOS

000223
Hoje
Esta semana
Este mês
Todos os dias
223
223
223
223

Seu IP: 54.225.59.242
2017-09-25 19:21