SIP condena prisão domiciliar de jornalista de Cuba pelo exercício da profissão Divulgação/SIP

SIP condena prisão domiciliar de jornalista de Cuba pelo exercício da profissão

A Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP) condenou nesta terça-feira (25) ação do governo de Cuba que resultou na prisão domiciliar da jornalista cubana Sol García Basulto, da revista La Hora de Cuba, na cidade de Camagüey, e correspondente do portal 14ymedio. A jornalista está presa desde a segunda-feira (24) por desempenhar seu trabalho jornalístico. A SIP também lamentou situação similar vivida pelo jornalista Henry Constantín Ferreiro, diretor da La Hora de Cuba.

“Os colegas cubanos seguem sofrendo com as nefastas consequências de uma sociedade regulada”, disse em comunicado Roberto Rock, presidente da Comissão de Liberdade de Imprensa e Informação da SIP. Nos últimos meses o regime cubano impediu Sol García Basulto de chegar a Havana e viajar ao Panamá. Ela foi detida em novembro do ano passado e proibida de exercer o jornalismo. Em maio, em entrevista ao Diario de Cuba, a jornalista afirmou que os agentes de Segurança do Estado não a deixavam “levar uma vida normal”.

Leia mais em:

http://www.sipiapa.org/notas/1211603-cuba-la-sip-expresa-solidaridad-periodista-cubana-prision-domiciliaria-ejercer-el-periodismo

http://www.diariodecuba.com/derechos-humanos/1501014006_32808.html

Publicado por :

Jornalista