Autoridade de defesa da competição do Reino Unido defende nova legislação para regular Google e Facebook

Autoridade de defesa da competição do Reino Unido defende nova legislação para regular Google e Facebook

O órgão de defesa da concorrência do Reino Unido pediu, em relatório final de 440 páginas sobre o mercado de publicidade digital, ao governo britânico que crie nova legislação para regular o mercado de publicidade on-line, em especial as grandes empresas como Facebook e Google, na defesa do jornalismo.

O estudo da Competition and Markets Authority (CMA) destaca que o duopólio digital causa "impacto profundo" nas editoras, com os sites de jornais recebendo quase 40% de todas as visitas aos seus sites por meio das duas plataformas. 

"Essa dependência potencialmente reduz sua participação nas receitas de publicidade digital, minando sua capacidade de produzir conteúdo de valor", diz o relatório, segundo o qual 80% das cerca de 14 bilhões de libras gastas em publicidade digital no Reino Unido em 2019 ficaram nas mãos de Google e Facebook.

A News Media Association, que representa agências de notícias nacionais e regionais em todo o Reino Unido, disse apoiar as recomendações da CMA. "Esperamos que o governo agora aja rapidamente para implementar essas recomendações e restaurar o equilíbrio em um ecossistema digital que por muito tempo deixou os editores de notícias incapazes de perceber o verdadeiro valor de seu jornalismo", informou comunicado da entidade.

Leia mais em:

https://www.theguardian.com/media/2020/jul/01/ministers-urged-to-limit-facebook-and-google-power-over-uk-ad-market

https://www.pressgazette.co.uk/uk-competition-watchdog-calls-for-action-as-facebook-and-google-take-80-of-14bn-annual-digital-ad-spend/