É preciso ouvir o leitor - Folha de Londrina

É preciso ouvir o leitor - Folha de Londrina

Descrição do Projeto - 08 de maio de 2018

A experiência da Folha de Londrina com o Comitê de Leitores, iniciativa que contribui para o jornal vencer o desafio de se adaptar às mudanças impostas à comunicação na era da Revolução Digital. 

A experiência da Folha de Londrina com o Comitê de Leitores, iniciativa que contribui para o jornal vencer o desafio de se adaptar às mudanças impostas à comunicação na era da Revolução Digital. A opinião do assinante do jornal ou mesmo de um leitor esporádico não pode ser encarada apenas como uma jogada de marketing. O jornalista brasileiro Rosental Calmon Alves, professor da Universidade do Texas, lembrou, certa vez, que “o cidadão é o chefe” e que é preciso ouvir o leitor com interesse real e com respeito. É essa lição que a FOLHA levou para o comitê. Há diversas maneiras de contar com a participação do público na produção de um jornal e o comitê de leitores é um contato muito eficiente. Semestralmente, o comitê é formado com pessoas de diferentes profissões, idades e interesses. Mensalmente esse grupo vem ao jornal para apresentar ideias e críticas positivas e negativas. Cada reunião analisa um caderno específico. Na Folha de Londrina, o comitê existe desde 2015.

 

Temas abordados

  • Formação do Comitê de Leitores;
  • Como funciona o Comitê;
  • Participando de uma reunião: de um lado a disposição de falar e, de outro lado, a disposição de ouvir e implantar mudanças.

Clique aqui para download do PDF da apresentação.

Sobre o instrutor

Adriana De Cunto é Chefe de Redação da Folha de Londrina, onde começou a carreira como Repórter, passando também pelos cargos de Pauteira, Redatora e Editora de vários cadernos. É formada em Comunicação Social/Jornalismo pela Universidade Estadual de Londrina.

Assinatura ANJ FENAJORE1