Imprimir esta página
Transparência e proteção de dados têm cada vez mais importância na publicidade digital, indica estudo Reprodução/eMarketer

Transparência e proteção de dados têm cada vez mais importância na publicidade digital, indica estudo

O investimento do mercado de publicidade digital na garantia da privacidade, segurança e transparência na coleta e uso de dados passou a ser uma obrigatoriedade em 2019, segundo o relatório Digital Display Advertising 2019: Nine Trends to Know for This Year's Media Plan, um dos mais populares estudos do eMarketer.

“O equilíbrio de poder entre marcas e consumidores mudou para as mãos dos consumidores", disse Mike Bloxham, vice-presidente sênior de mídia global e entretenimento na empresa de consultoria e pesquisa Magid, segundo o eMarketer.

Dentro dessa tendência, existe a necessidade de atender a regulamentações mais rigorosas cujo objetivo é preservar a privacidade dos dados dos usuários. É o caso do Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados da União Europeia e do iminente lançamento da Lei de Privacidade do Consumidor da Califórnia, diz o estudo. Ambos forçaram as empresas a ter mais cuidado com os dados do consumidor.

Essa preocupação inclui a realização de auditorias de dados para determinar o tipo de informação coletada e onde elas são armazenadas, a implementação de ferramentas e infraestrutura necessárias para honrar solicitações de exclusão e manutenção de registros para provar que o consentimento foi obtido eticamente.

Na prática, o investimento em ferramentas, tecnologia e recursos necessários para gerenciar os dados do público-alvo aumentaram significativamente de 2017 a 2018, de acordo com o The Winterberry Group e o Interactive Advertising Bureau (IAB). As empresas norte-americanas investiram US$ 1 bilhão em gerenciamento, processamento e integração de dados prazo, um aumento de 25,1%.

Outra prática que ficou mais evidenciada em 2019 é a garantia dos mesmos valores de privacidade em relação a parcerias com terceiros, evitando a compra de conjuntos de dados antiéticos e protegendo as informações contra vazamentos e outros problemas de segurança.

Duopólio

O relatório mostra ainda que, apesar da crescente frustração e desconfiança dos consumidores e profissionais de marketing, o duopólio formado por Google e Facebook no mercado de publicidade digital seguirá inabalado, com 52,1%, até o fim de 2019 e provavelmente nos anos seguintes.

Leia mais em:

https://www.businessinsider.com/digital-display-advertising-2019-emarketer