UE avalia nova multa bilionária ao Google por prática anticompetitiva envolvendo o Android

UE avalia nova multa bilionária ao Google por prática anticompetitiva envolvendo o Android

O órgão regulador antitruste da União Europeia (UE) pode aplicar até o fim deste ano outra multa recorde contra o Google, da Alphabet, dessa vez devido ao sistema operacional para dispositivos móveis Android. A Comissão Europeia multou o Google no fim de junho em € 2,4 bilhões por ter abusado de seu domínio nas buscas na internet para favorecer seu comparador de preços, o Google Shopping. A nova investida pode representar um risco ainda maior para a empresa norte-americana, devido ao enorme potencial de crescimento do Android, segundo analistas.

A acusação contra o Google envolvendo o Android cita práticas anticompetitivas desde 2011, com destaque à obrigação, por parte dos fabricantes de aparelhos, de instalarem o mecanismo de busca e navegador da companhia como padrões do sistema caso queiram lançar dispositivos que acessem a Play Store – algo essencial para todo smartphone com a plataforma. De acordo com o processo, o Google teria abusado de sua posição de domínio no mercado mobile para minar os avanços da concorrência. A ação foi movida por quatro empresas, a Disconnect, que opera um bloqueador de anúncios, a FairSearch, que tem um sistema de pesquisas, e as lojas de aplicativos Aptoide, de Portugal, e Yandex, da Rússia.

Além de aplicar uma multa, a UE pode obrigar o Google a mudar uma das características básicas do Android, desvinculando a instalação da Play Store da fixação do Google como ferramenta de busca padrão e do Chrome como o navegador central de um dispositivo. Assim, as fabricantes se veriam mais livres na busca de parcerias com outras companhias, ao mesmo tempo em que continuam com as funcionalidades mais usadas pelos clientes.

Antes da decisão final, o processo será analisado por especialistas para garantir que ele seja consistente e não tenha brechas que possam ser usadas pelos acionados para invalidar a ação ou modificar seu resultado. O Google enfrenta, ainda, mais uma ação na Europa, onde novamente é acusada de práticas anticompetitivas, desta vez em relação a seu serviço de anúncios AdSense, cujas empresas anunciantes seriam privilegiadas, em pesquisas, aparecendo com mais destaque que os resultados orgânicos.

Leia mais em:
https://corporate.canaltech.com.br/noticia/google/google-pode-receber-mais-uma-multa-gigantesca-na-europa-96686/?utm_source=canaltech&utm_medium=chrome-extension
http://g1.globo.com/tecnologia/noticia/ue-avalia-nova-multa-recorde-ao-google-em-acao-antitrustre-contra-android.ghtml