SIP condena violenta repressão a manifestações e censura à imprensa na Nicarágua Reprodução/SIP

SIP condena violenta repressão a manifestações e censura à imprensa na Nicarágua

A Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP) responsabilizou nesta sexta-feira (20) o presidente da Nicarágua, Daniel Ortega, pela violência que tomou conta do país nos últimos dias e condenou a censura imposta pelo governo a veículos de televisão e internet.

A repressão, disse o presidente da SIP, Gustavo Mohme, “desmascara o autoritarismo do governo que em seus onze anos tem apenas se preocupado em desmantelar o Estado para seu próprio benefício e de seus parentes". Ao reprimir brutalmente as manifestações e cortar o sinal de quatro canais de TV, Ortega mostra que “está sabotando seu próprio estado e a democracia", enfatizou Mohme.

Na quinta-feira (19), o governo tirou do ar televisões independentes que transmitiam ao vivo protestos em Manágua contra as reformas da previdência social impostas por decreto presidencial. Entre os veículos censurados por meio da estatal Instituto Nicaragüense de Telecomunicaciones y Correo (Telcor) estão o Canal 100% Noticias, Canal 12, Canal 23 e o Canal 51, da Conferência Episcopal do país.

Leia mais em:

http://www.sipiapa.org/notas/1212302-la-sip-denuncia-un-sabotaje-la-democracia-nicaragua