Curso on-line gratuito estimula a liderança feminina nas redações

Curso on-line gratuito estimula a liderança feminina nas redações

O Centro Knight e a comunidade global Chicas Poderosas, que busca incentivar a presença feminina nas mídias, promovem a partir desta semana até o dia 2 de agosto um curso on-line, gratuito e em espanhol sobre liderança para mulheres na mídia e no jornalismo. As inscrições estão abertas.

O curso de seis semanas, “Mulheres, Poder e Mídia: Um Curso de Liderança para Jornalistas”, faz parte de um extenso programa do Chicas Poderosas, apoiado pela Google News Initiative, Sida e Meeda. O treinamento é aberto a mulheres jornalistas que desejam fortalecer ou incorporar ferramentas de liderança em seu trabalho, bem como aprender as melhores práticas de outras mulheres líderes. É feito para mulheres com experiência em jornalismo e mídia e para aquelas que estão apenas começando, segundo o Centro Knight.

O curso é dividido em seis módulos semanais, cada um ministrado por duas instrutoras.

- Na primeira semana, as participantes vão refletir sobre si mesmas, sua própria jornada e valores.

- Durante a segunda semana, as alunas vão projetar seu caminho e se analisar como líderes.

- A terceira semana foca na comunicação eficaz, incluindo a assertividade, a empatia e a aceitação da mudança.

- Na quarta semana, as participantes vão aprender a colaborar usando suas habilidades como repórteres e sua inteligência emocional.

- A quinta semana trata do planejamento e de atingir a sustentabilidade, para que o bom jornalismo seja possível.

- Na sexta semana, as alunas vão aprender com colegas que falharam e aprenderam com seus erros.

O curso contará com 15 instrutoras da América Latina, Espanha, Portugal e França que trabalham com jornalismo, mídia, direito e ciência política. São elas: Mariana Barbosa, jornalista portuguesa; Lucía Chuquillanqui, especialista em políticas de gênero e peruana; Mar Cabra, jornalista espanhola; Luz Mely Reyes, jornalista venezuelana; Marianne Díaz, advogada venezuelana; Arianna de Souza, escritora venezuelana; Michaela Cancela-Kieffer, editora francesa; Carmen Alcázar, advogada mexicana defensora da liberdade na Internet; Nelly Luna, empreendedora de mídia e peruana; Emiliana García, gerente de mídia e argentina; Lía Valero, jornalista colombiana; Laura Aguirre, diretora de mídia salvadorenha; Ximena Villagrán, jornalista de dados da Guatemala; Ana Arriagada, empresária e acadêmica de mídia chilena; Jani Dueñas, atriz e comediante chilena; and Lu Ortiz, cientista político mexicana.

Leia mais em:

https://knightcenter.utexas.edu/pt-br/blog/00-21855-mulheres-poder-e-midia-novo-curso-online-sobre-lideranca-de-redacao-do-centro-knight-e