Redação do NYT seguirá em home office pelo menos até janeiro de 2021

Redação do NYT seguirá em home office pelo menos até janeiro de 2021

Referência no mercado editorial, o jornal norte-americano The New York Times anunciou que não exigirá dos seus funcionários o retorno à redação e a outros setores pelo menos até janeiro de 2021. O diário, que emprega mais de 4 mil pessoas, estabeleceu um sistema de home office e trabalho remoto para seus colaboradores, com algumas exceções, desde que a pandemia de COVID-19 se agravou, assim como centenas de periódicos em todo o mundo.    

Um porta-voz do jornal informou ao Publishers Daily que o jornal deve apenas solicitar que "um pequeno número" de pessoas retorne "se realizarem um trabalho crítico que se beneficia substancialmente de ser realizado no escritório". Os funcionários do diário que já supervisionam as operações necessárias, como produção e segurança de impressão, continuarão a fazê-lo, informou o The New York Times.

Alguns escritórios do jornal fora de Nova York estão em processo de reabertura, e retorno a esses locais também será voluntário, de acordo com um memorando enviado aos funcionários.

Leia mais em:

https://www.mediapost.com/publications/article/352845/nyt-staff-wont-return-to-office-until-2021.html