SIP entrega Prêmio de Liberdade de Imprensa de 2018 a veículos e jornalistas que enfrentam repressão diária imposta pelo governo da Nicarágua Foto: Reprodução / EFE

SIP entrega Prêmio de Liberdade de Imprensa de 2018 a veículos e jornalistas que enfrentam repressão diária imposta pelo governo da Nicarágua

O Grande Prêmio de Liberdade de Imprensa de 2018  da Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP) foi concedido à mídia independente da Nicarágua por "seu profissionalismo e coragem frente à violência indiscriminada do regime de Daniel Ortega [presidente do país]". O anúncio foi feito nesta quarta-feira (5), quando a entidade também revelou os trabalhos vencedores das 13 categorias dos prêmios Excelência Jornalística, uma das premiações jornalísticas mais importantes das Américas.

O portal brasileiro G1, do Grupo Globo, conquistou menção honrosa na categoria “Direitos Humanos e Serviço à Comunidade” pelo trabalho coletivo "Monitor da Violência", em parceria com o Núcleo de Estudos da Violência da Universidade de São Paulo (USP) e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

Além do projeto brasileiro, foram premiados neste ano pela SIP empresas de comunicação e jornalistas da Argentina, Colômbia, El Salvador, Espanha, Estados Unidos, México, Nicarágua, Peru, Porto Rico e Venezuela. Uma grande parte dos prêmios foi conquistada por mídia nascida no meio digital.

"Foi um ano de acontecimentos noticiosos de relevância e isso se refletiu nos temas dos projetos premiados. Em seu trabalho diário, a imprensa do hemisfério ostenta uma qualidade extraordinária, que o concurso SIP pode destacar apenas em parte", disse Marcel Granier, presidente da Comissão de Prêmios da SIP.

Veja aqui a lista completa dos vencedores.

Leia mais em:

https://www.sipiapa.org/notas/1212684-sip-exalta-la-labor-del-periodismo-nicaragense-al-anunciar-los-premios-la-excelencia-periodistica-2018