Imprimir esta página
Impacto social do jornalismo será mais valorizado em 2019, projeta especialista Reprodução

Impacto social do jornalismo será mais valorizado em 2019, projeta especialista

As organizações de notícias têm de continuar avançando no uso mais eficiente de métricas de audiência e engajamento, mas estão desafiadas a medir e explicar com mais precisão o impacto do jornalismo na sociedade. “Somos ótimos para determinar quem está lendo nosso conteúdo, quanto tempo as pessoas gastam com ele e como estão compartilhando. O que não fazemos bem é medir por que nosso conteúdo é importante”, diz Patrick Butler, vice-presidente do International Center for Journalists.

Essa informação, afirma, é fundamental para que a mídia possa fortalecer sua credibilidade em meio à hiperinformação digital, mantendo e gerando mais audiência. “Uma maneira de recuperar a confiança de nossos públicos – e potenciais audiências – é mostrar a eles que o jornalismo desempenha um papel vital em melhorar suas vidas”, destaca. Butler acredita que esta será uma das tendências de 2019, quando a mídia noticiosa intensificará seus esforços para medir seu impacto na sociedade.

Assim, iniciativas como as das redações do grupo norte-americano McClatchy, que defendem a credibilidade e a confiança por meio da campanha #ReadLocal, devem se multiplicar. Dentro do projeto do publisher dos Estados Unidos, há constante destaque às investigações e histórias que levaram a mudanças concretas na vida dos leitores. O The Center for Investigative Reporting, a ProPublica e a Gannett, diz o vice-presidente do International Center for Journalists, também têm priorizado esse acompanhamento.

O melhor conhecimento do impacto social da atividade jornalística e a demonstração disso às pessoas, reforça Butler, serão essenciais para reter e expandir o público, por meio de informações confiáveis e precisas. “Nosso futuro depende disso”.

Leia mais em:

https://ijnet.org/en/story/2019-newsrooms-will-focus-measuring-impact