Imprimir esta página
Edições impressas reforçam a credibilidade jornalística no combate à desinformação no meio digital, defende jornalista Reprodução/The Week

Edições impressas reforçam a credibilidade jornalística no combate à desinformação no meio digital, defende jornalista

Publishers de todo o mundo têm priorizado investimento em seus negócios digitais, mas isso não quer dizer que o meio impresso esteja no fim. Os jornais em papel, no entendimento de muitos analistas, ainda têm muito a contribuir no modelo geral de negócios das empresas jornalísticas. Em livro lançado recentemente – 'The DIY Newsroom' –, o jornalista australiano Stuart Howie destaca algumas das características que justificam a importância das publicações impressas para o jornalismo. Uma delas, a credibilidade, é considerada decisiva no combate à desinformação propagada na internet, em especial nas redes sociais

O jornalista defende que a gigantesca quantidade de falsidades distribuídas online “nos obriga a colocar em dúvida praticamente qualquer informação que lemos na internet”. No entanto, não há mesma profusão de publicações repletas de inverdades no meio impresso, sustenta. “A maioria das pessoas, independentemente da idade, geralmente confia mais na mídia impressa do que na mídia digital, embora recorram a esta última para se informar, uma vez que ela é rápida, simples e [muitas vezes] gratuita. O digital chama a nossa atenção, mas o impresso ganha nosso respeito", defende Howie em artigo no site da International News Media Association (INMA).

Outra característica própria das publicações impressas, afirma o jornalista, é o fato de o formato em papel proporcionar a elaboração de um produto exclusivo, único e minoritário. “Algo que não está ao alcance de qualquer pessoa, o que reforça seu valor”, ressalta. Howie enfatiza ainda que muitos estudos mostram que a informação lida em impresso é melhor compreendida e memorizada pelas pessoas do que a consumida no digital, o que valoriza não apenas as notícias, mas também a publicidade das publicações em papel.

Leia mais em:

https://www.inma.org/blogs/keynote/post.cfm/why-print-is-the-new-digital