Jornais impressos lidos por assinantes têm o maior impacto publicitário entre todos os meios Reprodução/Laboratorio de Periodismo

Jornais impressos lidos por assinantes têm o maior impacto publicitário entre todos os meios

A concentração de publicidade online nãos mãos de Google e Facebook tem levado os jornais a investir na monetização por meio de diferentes formatos de conteúdo pago. Os publishers também não desistem de obter melhores resultados financeiros com anúncios digitais. Curiosamente, vem da versão em papel dos jornais, cuja queda na circulação é constante, um valor de extrema importância que pode ajudar a traçar estratégias mais eficazes no meio online. Estudo da empresa alemã Score Media, proprietária de várias publicações, revela que nenhum outro canal tem tanto impacto publicitário como o anúncio impresso no diário de um assinante. A pesquisa mostra que os impressos são lidos como mais atenção, enquanto a audiência na internet, televisão e rádio denota atenção mais fugaz.

A pesquisa, chamada de Faktor Print, segundo o site Laboratorio de Periodismo, ouviu especialistas, leitores de jornais e entrevistou 7,5 mil pessoas online. Entre os entrevistados que leem jornais, 69% afirmaram não fazer nenhuma outra atividade paralela enquanto leem. Já a televisão, a internet e o rádio, como era de ser esperar, são geralmente usados ao lado de outras atividades, como as tarefas domésticas. Os autores do estudo argumentam que, por mais evidentes que sejam esses comportamentos, eles retratam que, diante de tantas mudanças de hábito em favor do cotidiano online, o impresso (jornais e revistas), por sua leitura de maior concentração, continuam a registrar um maior efeito positivo na memória publicitária.

Ao serem questionados, 80% dos leitores assinantes de jornais recordaram as marcas anunciadas. As revistas aparecem em segundo lugar, 76%, seguidas dos jornais impressos comprados em banca (67%). Na internet o índice é de 63%. Depois estão televisão e rádio, ambos com 50%. Outro elemento importante que eleva a atenção entre os leitores assinantes de jornais é o fato de que boa parte deles dá preferência a veículos regionais, com informações que não são encontradas em outros meios.

"Como o estudo Faktor Print demonstra de forma impressionante, o jornal de assinatura em um mundo cada vez mais agitado é um oásis de calma e desaceleração e oferece o melhor acesso ao público-alvo. Representa informação séria e credível e destaca-se por sua proximidade regional única, o que é um profundo vínculo com os leitores. O meio impresso de informação simplesmente consegue ancorar a memória de marcas e produtos a longo prazo", comenta Carsten Dorn, diretor administrativo do Score Media Group.

Leia mais em:
https://score-media.de/pressemitteilung/mehrwerte-mit-wirkung-konzentrierte-mediennutzung-sorgt-fuer-hohe-werbeempfaenglichkeit/
https://www.laboratoriodeperiodismo.org/periodicos-impresos-impacto-publicitario/