Ataques à imprensa e à democracia na Venezuela e Nicarágua são tema central da reunião de meio ano da SIP, em março Reprodução

Ataques à imprensa e à democracia na Venezuela e Nicarágua são tema central da reunião de meio ano da SIP, em março

As transformações em curso na Venezuela, dentro de um cenário de censura, e o recuo da liberdade de imprensa na Nicarágua são os temas centrais da reunião de meio ano da Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP). O encontro será realizado em Cartagena, na Colômbia, de 29 a 31 de março de 2019.

Estão confirmados painéis com especialistas que têm estudado a crise venezuelana e renomados jornalistas. O painel sobre a Nicarágua terá a participação da ativista de direitos humanos Bianca Jagger e do jornalista Carlos Fernando Chamorro, recentemente exilado na Costa Rica, e de sua irmã, Cristiana Chamorro Barrios, que está à frente da Fundação Violeta Chamorro. A organização que leva o nome da mãe de Carlos Fernando e Cristiana promove o jornalismo independente e democrático.

O encontro, no Hotel Estelar de Cartagena, abordará os principais desafios da indústria jornalística, como a monetização no meio digital, incluindo assinaturas e publicidade online, a desinformação na internet e novas forma de narrativa. Nos debates sobre assinaturas digitais, haverá apresentação de experiências de jornais da Colômbia. Além disso, o diretor de parcerias com organizações noticiosas do Facebook para a América do Norte, Jason White, realizará uma apresentação sobre como a rede social procura colaborar diretamente como os jornais para promover a monetização de seus conteúdos. Inscreva-se aqui.