Clone do “Aos Fatos” espalha desinformação e esconde uma rede articulada de sites de fake news Reprodução

Clone do “Aos Fatos” espalha desinformação e esconde uma rede articulada de sites de fake news

Parece realmente não haver limites para as pessoas e grupos organizados que espalham desinformação na web para minar o debate público das sociedades. A jornalista Tai Nalon, diretora executiva e cofundadora da conceituada fact-checking “Aos Fatos”, revelou nesta quarta-feira (13), em texto no site da agência, “que uma rede de sites de fake news punida pela Justiça Eleitoral em 2018 se apropriou do nome ‘Aos Fatos’ para espalhar mais desinformação”.

A rede mal-intencionada de mais de uma dezena de sites que produz informações fraudulentas, relatou Tai, criou o site aosfatos.com (“Jornal Aos Fatos”), cujo domínio foi comprado em 31 de janeiro deste ano e, desde então, publica sistematicamente conteúdo com informações falsas.

O grupo detentor desta e de outras páginas de inverdades usa ferramentas do Google para hospedar conteúdo e fazer dinheiro por meio de publicidade. “O próprio Google já foi acionado pela Justiça Eleitoral para fornecer dados sobre esses produtores de conteúdo fraudulento. O ‘Jornal Aos Fatos’ usa deliberada e ilegalmente o nome do Aos Fatos para confundir leitores”, escreveu Tai.

O site fake é, continuou a diretora executiva do Aos Fatos, a ponta de um gigante iceberg de desinformação. “Está ligado a ao menos outras cinco páginas de distribuição de notícias falsas com grande capilaridade nas redes sociais: O Detetive (hoje fora do ar), Plantão Brasil, Notícias Brasil Online, Pensa Brasil e Descobrindo As Verdades. Aos Fatos já desbancou conteúdo falso ou distorcido desses sites ao menos 14 vezes”.

Leia aqui o texto de Tai Nalon na íntegra.