Falha em aplicativo infantil do Facebook permite que crianças falem com estranhos Reprodução

Falha em aplicativo infantil do Facebook permite que crianças falem com estranhos

O aplicativo Messenger Kids, do Facebook, foi criado há dois anos com a promessa de ser um canal seguro de comunicação e espaço de entretenimento para as crianças. A ferramenta, em tese, permite apenas conversas autorizadas pelos pais. Mas uma falha de design, segundo o site The Verge, permitiu que estranhos fizessem contato com as crianças.

O problema, informou o jornal O Globo, está na função de conversas em grupo. A falha permite que as crianças sejam convidadas para participarem de grupos, criados por contatos aprovados, onde estão pessoas desconhecidas. Em comunicado enviado aos usuários afetados, a companhia confirmou o “erro técnico” e disse que os grupos foram fechados e não poderão ser reabertos. “Desativamos as conversas afetadas e fornecemos aos pais mais recursos sobre o Messenger Kids e segurança online”.

Não está claro por quanto tempo a falha esteve presente no aplicativo, lançado em dezembro de 2017. O problema de privacidade, entretanto, é legalmente sensível, segundo o The Verge, porque o Messenger Kids é projetado para crianças com menos de 13 anos e, portanto, está sujeito à lei norte-americana de proteção à privacidade online para crianças (COPPA, na sigla em inglês). Alguns grupos de privacidade já haviam acusado o Messenger Kids de violar legislação ao coletar dados de usuários.

 “O Messenger Kids é apenas o último exemplo de um produto do Facebook que impõe riscos de privacidade desconhecidos a pais e usuários”, afirmou James Steyer, fundador da organização Common Sense, segundo O Globo. “Essas preocupações sempre presentes, combinadas com muitas reservas de especialistas sobre o impacto das redes sociais em adolescentes, levanta a dúvida se precisamos de um produto desenvolvido para atrair e engajar as crianças”.

O Messenger Kids foi lançado como uma opção oferecida como segura para as crianças, pois permite aos pais maior controle sobre as conversas. No início, o aplicativo estava disponível apenas no mercado norte-americano, expandindo, em junho de 2018 para o Canadá e o Peru. Ele ainda não está disponível no Brasil.

Há duas semanas, o Facebook teria conseguido um acordo com Comissão Federal do Comércio – Federal Trade Commission (FTC) – dos Estados Unidos para pagar US$ 5 bilhões em multa e encerrar a investigação sobre o vazamento de dados por meio da Cambridge Analytica. O acordo, segundo a Reuters, deve incluir restrições do governo e supervisão sobre como o Facebook trata a privacidade do usuário. O valor deve marcar a maior penalidade civil já paga à FTC, mas o possível acordo tem sido criticado.

Leia mais em:

https://www.theverge.com/2019/7/22/20706250/facebook-messenger-kids-bug-chat-app-unauthorized-adults

https://oglobo.globo.com/economia/tecnologia/falha-em-app-infantil-do-facebook-permite-que-criancas-conversem-com-estranhos-23826263