Mensagens por celular com notícias hiperlocais são alternativa de monetização do grupo Advance Local, dos EUA Reprodução

Mensagens por celular com notícias hiperlocais são alternativa de monetização do grupo Advance Local, dos EUA

Pelo menos duas vezes por semana a repórter do site de notícias Cleveland.com, Emily Bamforth, envia textos assinados por ela, em tom intimista, para leitores que moram na pequena cidade de Lakewood, subúrbio de Cleveland, no estado de Ohio (EUA). As mensagens, remetidas por SMS para usuários cadastrados, estão repletas de serviços, dicas e tendências úteis para os cerca de 50 mil moradores do local, ao lado do Lago Erie, também convidados a conversar e oferecer informações em respostas à Emely. A iniciativa, cujo objetivo é o engajamento de assinantes, integra um projeto de incentivo ao jornalismo local do grupo jornalístico Advance Local, proprietário do Cleveland.com e do Plain Dealer, maior jornal de Cleveland.

As mensagens de Emily são enviadas por meio de um sistema desenvolvido pela Advance Local, o Project Text, que já incorpora quase 70 programas como o liderado pela jornalista, segundo o site do The Nieman Journalism Lab. Batizada de Lakewood Together, a iniciativa dialoga com um público jovem, principal perfil dos moradores da localidade. Os textos são informativos, mas sempre observam as indicações e os temas de preferência dos leitores cadastrados. "Isso os [leitores] torna úteis, e não apenas as ideias que temos”, diz Emily.

O presidente do Cleveland.com, Chris Quinn, espera que os programas de mensagens hiperlocais como o liderado por Emily venham a valer US$ 3,99 por mês. "Estamos empolgados, mas sabemos que as chances estão contra nós: qualquer um que tenha tentado atacar o hiperlocal morreu na montanha", disse Quinn. “Mas todo mundo que tentou fez isso com histórias tradicionais. Não é isso o que fazemos. Essa é uma abordagem completamente diferente para conectar pessoas à comunidade e interagir com elas”, completou.

O primeiro programa dentro do Project Text distribuiu informações sobre as eleições de São Francisco, produzidas pelo repórter Joe Eskenazi. Na ocasião, as mensagens converteram de 20% a 25% dos destinatários do texto em assinantes pagos. O Lakewood Together, que começou gratuito, deve ser colocado atrás de um paywall em breve, em uma aposta na sinergia e entre os jornalistas e seus leitores. “Os criadores de conteúdo querem gerar receita com os itens que trabalharam arduamente para criar. Muitos usuários querem uma conexão mais direta com as personalidades ou com os jornalistas que eles seguem”, sintetizou Mike Donoghue, fundador da Incubadora Advance Alpha Group.

O grupo Advance Local tem veículos em mais de 20 cidades dos Estados Unidos, alcançando cerca de 50 milhões de pessoas mensalmente.

Leia mais em:

https://www.niemanlab.org/2019/07/will-enough-readers-pay-for-hyperlocal-journalism-over-text-cleveland-com-and-project-text-will-find-out/?utm_source=Daily+Lab+email+list&utm_campaign=d08f7262fb-dailylabemail3&utm_medium=email&utm_term=0_d68264fd5e-d08f7262fb-386384393