Publishers ainda resistem à oferta de nova seção de notícias do Facebook Reprodução

Publishers ainda resistem à oferta de nova seção de notícias do Facebook

À medida que o novo serviço de notícias do Facebook, o News Tab, vai ganhando corpo, a rede social avança na tentativa de garantir a participação de publishers na iniciativa. Por enquanto, segundo relato da imprensa dos Estados Unidos, há uma clara divisão entre as organizações de notícias sobre a eficiência da parceria. As grandes empresas resistem, enquanto as menores, próximas da quebra financeira, não escondem seu interesse em fechar negócio para dar fôlego a suas operações.

No começo de agosto, o jornal The Wall Street Journal informou que a empresa de Mark Zuckerberg estaria disposta a pagar até US$ 3 milhões anuais em troca dos direitos de exibir conteúdos de publishers na nova seção de notícias que planeja lançar neste ano ou no começo do ano que vem. Alguns observadores dizem que os recursos podem ficar acima disso, no caso de parcerias com grandes empresas de comunicação. As principais companhias, conforme analistas, reconhecem que o valor é significativo, mas entendem que não é muito mais do que o produzido por elas mesmas.    

Para companhias como BuzzFeed, por outro lado, o valor oferecido pelo Facebook parece ser dinheiro gratuito, diz o Nieman Lab, uma vez que a rede social vai distribuir apenas o que já é produzido, sem geração de novos custos.

Segundo a empresa de Mark Zuckerberg, jornalistas vão fazer a curadoria do News Tab, uma nova aba dentro do aplicativo do Facebook, que mostrará as reportagens mais recentes e relevantes para os leitores. A empresa já começou o processo seletivo para essa função e pretende contratar profissionais experientes de diferentes meios. É um esforço da empresa para realçar o jornalismo em tempo real – e será algo separado do Feed de Notícias, a linha do tempo sem fim do Facebook.

Apesar das contratações, a maior parte das histórias da News Tab ainda será escolhida com ajuda de algoritmos. No entanto, quem “treinará” esses algoritmos para personalizar conteúdos serão os jornalistas especializados. Nesta semana, o The Information deu mais alguns detalhes do serviço.

Os editores humanos serão responsáveis por selecionar uma guia "Top News" e analisarão a fonte dos conteúdos para decidir o que destacar. Eles devem, segundo um memorando interno, “procurar promover o meio de comunicação que primeiro relatou uma história específica e, além disso, priorizar as histórias divulgadas pelos meios de comunicação locais”. 

Leia mais em:

https://www.niemanlab.org/2019/09/heres-what-we-know-so-far-about-the-upcoming-facebook-news-tab/?utm_source=Daily+Lab+email+list&utm_campaign=d501beea5a-dailylabemail3&utm_medium=email&utm_term=0_d68264fd5e-d501beea5a-386384393