Europa dá primeiro passo para criar centro digital de verificação de fatos para combater desinformação on-line Reprodução/Comissão Europeia

Europa dá primeiro passo para criar centro digital de verificação de fatos para combater desinformação on-line

A Comissão Europeia publicou edital para a primeira fase de criação de uma plataforma digital de combate à desinformação na Europa. O Observatório Europeu de Mídia Digital servirá como um centro para que verificadores de fatos, acadêmicos e pesquisadores colaborem ativamente com organizações de mídia e especialistas em alfabetização midiática e, ainda, prestem apoio aos formuladores de políticas.

A licitação de até € 2,5 milhões é, segundo informação da Comissão Europeia, o primeiro passo real para a implementação de um centro europeu de combate à desinformação on-line. O observatório também deve ajudar a projetar uma estrutura através da qual os pesquisadores possam acessar com segurança os dados das plataformas, ajudando-os a entender melhor a desinformação.

A criação do observatório está prevista no plano de ação de combate à desinformação lançado em dezembro do ano passado pela Comissão Europeia. O projeto tem quatro objetivos principais: aprimorar a detecção; coordenar respostas, trabalhar com plataformas on-line e com o setor em geral; e conscientizar e capacitar os cidadãos a responder à desinformação.

No mês passado, a Comissão implementou um código de práticas de autorregulação contra desinformação nas principais plataformas on-line. Também desenvolveu um sistema de alerta rápido para coordenar as respostas à desinformação e compartilhar ideias entre os países que integram a União Europeia.

Problema crônico

Estudo da Comissão Europeia, Tackling ONLINE DISINFORMATION in the European Union, revela que 69% dos europeus leem notícias on-line e 62% usam redes sociais. Entre os usuários de mídias interativas, 75% afirmam encontrar desinformação pelo menos uma vez por semana. A pesquisa mostra ainda que o atual ecossistema de publicidade beneficia as empresas como Facebook e Google, mas minam a sustentabilidade do jornalismo profissional.

Leia mais em:

https://ec.europa.eu/digital-single-market/en/news/commission-launches-call-create-european-digital-media-observatory 

https://www.pressgazette.co.uk/european-commission-reveals-plan-to-launch-fact-checking-hub/?utm_medium=email&utm_campaign=2019-10-08&utm_source=Press+Gazette+Daily+new+layout