Leitores exigem mais profundidade nas reportagens e querem saber como funciona o jornalismo, indica pesquisa Reprodução

Leitores exigem mais profundidade nas reportagens e querem saber como funciona o jornalismo, indica pesquisa

Os leitores apontam a falta de aprofundamento como uma das principais falhas do jornalismo nos Estados Unidos, segundo pesquisa do Center for Media Engagement, da Universidade de Austin. Outra reivindicação dos entrevistados, segundo o levantamento, é a necessidade de as organizações de notícias explicarem, de forma mais clara, os motivos pelos quais são usadas e como funcionam as técnicas jornalísticas por trás das reportagens.

A pesquisa, realizada com a participação de cinco grupos focais no Texas e um total de 26 participantes, apontou que: jornalistas devem explicar a terminologia que usam; os comunicadores e as organizações noticiosas devem esclarecer por que certas fontes foram incluídas nas matérias e outras foram excluídas; as reportagens precisam ser mais claras para afastar a ideia muito presente entre os entrevistados de os textos são tendenciosos.  

A conclusão geral é que as redações devem tentar explorar todos os aspectos da história. Isso pode incluir a explicação das informações básicas, o contexto além dos eventos recentes e a investigação mais aprofundada sempre que possível. Os participantes também afirmam que os jornalistas devem traduzir jargões, explicar com mais detalhes os procedimentos mencionados nas reportagens e incluir mais fontes.

"É importante que as redações incluam uma variedade de vozes na reportagem e, talvez o mais importante, expliquem por que certas vozes foram escolhidas e por que outras foram deixadas de fora ou não estavam disponíveis", sugere o relatório.

Leia mais em:

https://www.laboratoriodeperiodismo.org/los-lectores-reclaman-a-los-periodistas-que-profundicen-mas-en-las-noticias/