Datafolha: Jornalismo é a fonte mais confiável sobre a COVID-19, enquanto redes sociais têm baixa credibilidade

Datafolha: Jornalismo é a fonte mais confiável sobre a COVID-19, enquanto redes sociais têm baixa credibilidade

O jornalismo produzido pelas organizações de notícias é, para os brasileiros, a fonte mais confiável na divulgação de informações sobre a pandemia do novo coronavírus, segundo pesquisa do Datafolha, informou o jornal Folha de S.Paulo. As redes sociais e aplicativos de mensagens, onde é propagada grande volume de desinformação, são vistos como pouco confiáveis neste momento.

Segundo o levantamento, programas jornalísticos da TV (61%) e jornais impressos (56%) lideram no índice de confiança sobre o tema, seguidos por programas jornalísticos de rádio (50%) e sites de notícias (38%). Em posição oposta à imprensa profissional estão os conteúdos que vêm de WhatsApp e Facebook. Nas duas plataformas, apenas 12% dizem confiar em informações sobre o coronavírus. Nelas, o índice dos que dizem não confiar nas informações atinge 58% (WhatsApp) e 50% (Facebook).

O índice dos que dizem não confiar nas informações sobre a pandemia é de 11% nos jornais e de 12% nos telejornais. Os sites de notícias têm a desconfiança de 22%. O levantamento do Datafolha foi realizado de quarta (18) a sexta-feira (20). A pesquisa foi feita por telefone, e não presencialmente, devido à pandemia, segundo a Folha de S.Paulo. Foram ouvidas 1.558 pessoas, e a margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou menos.

Leia mais em:

https://www1.folha.uol.com.br/poder/2020/03/tvs-e-jornais-lideram-indice-de-confianca-em-informacoes-sobre-coronavirus-diz-datafolha.shtml