SIP condena mais um assassinato de jornalista e exige fim da impunidade no México

A Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP) repudiou o assassinato do jornalista Javier Valdez Cárdenas, ocorrido nesta segunda-feira (15) no estado de Sinaloa. “A sensação de indefesa se intensifica a cada dia neste país diante da impunidade e da falta de solução judicial dos numerosos casos de agressão e assassinatos de jornalistas”, disse presidente da Comissão de Liberdade de Imprensa e Informação da SIP, Roberto Rock. A entidade exigiu que as autoridades mexicanas assumam suas responsabilidades de investigar, identificar e levar a julgamento os responsáveis por este e outros crimes contra comunicadores. Cárdenas é o sexto jornalista mexicano morto neste ano. Além dele, foram assassinados Maximino Rodríguez, Miroslava Breach, Ricardo Monlui, Cecilio Pineda Birto e Filiberto Landeros.

Leia mais em:

http://www.sipiapa.org/notas/1211446-mexico-sip-expresa-severa-condena-asesinato-un-periodista