Domínio das gigantes de tecnologia é uma ameaça e tem de ser regulamentado, diz criador da web Reprodução/The Guardian

Domínio das gigantes de tecnologia é uma ameaça e tem de ser regulamentado, diz criador da web

Ao fazer um apelo em defesa do combate ao uso indevido de dados pessoais e às notícias falsas que circulam pela internet, o cientista da computação Tim Berners-Lee, britânico que idealizou e inventou a World Wide Web, pediu que as grandes empresas de internet e redes sociais sejam regulamentadas. Por meio de uma carta alusiva ao 29º aniversário da internet, ele disse que, caso isso não aconteça, os impactos serão profundos. A web, afirmou, é hoje dominada por um grupo de companhias que controla a disseminação de ideias e opiniões. “O fato de que o poder está concentrado entre tão poucas empresas tornou possível transformar a web em uma arma de grande escala”, escreveu.

O cientista, cuja fundação Web Foundation faz campanhas para a manutenção de uma internet mais aberta e inclusiva, destacou que duvida que empresas focadas em maximizar lucros possam resolver adequadamente o problema de forma voluntária. E que “uma estrutura legal ou regulatória que responda por objetivos sociais pode ajudar a aliviar esses problemas”.

Berners-Lee também criticou a propagação de notícias falsas por meio das redes sociais, sem o controle das empresas donas das plataformas. “Nos últimos anos, vimos teorias de conspiração virar tendência em plataformas de redes sociais, contas falsas no Twitter e no Facebook acumularem tensões sociais, atores externos interferirem em eleições e criminosos roubarem dados pessoais”, completou.

O cientista, também professor do Massachusetts Institute of Technology (MIT), disse que se sente preocupado como as grandes empresas estão lidando com os dados dos usuários. Para ele, seria preciso encontrar um equilíbrio entre os interesses das empresas e dos cidadãos online. “Nós perdemos o controle sobre nossos dados pessoais, é muito fácil difundir desinformação na web e a propaganda política precisa de transparência"

Na carta, Berners-Lee afirmou que as empresas precisam colocar "um nível justo de controle de dados de volta nas mãos das pessoas". Segundo ele, muitas vezes as pessoas não conseguem informar que dados pessoais elas gostariam ou não de compartilhar. "Quando nossos dados são armazenados em espaços particulares, longe de nosso alcance, perdemos as benesses que poderíamos ter caso tivéssemos controle direto sobre os dados e escolhêssemos quando e com quem gostaríamos de compartilhá-los. Além disso, muitas vezes não temos meios de contatar as empresas sobre os dados que não queremos compartilhar - especialmente com terceiros. Os termos e as condições de uso normalmente são tudo ou nada", escreveu.

No texto, o cientista  também sugeriu que a coleta de dados pessoais vem favorecendo o monitoramento e vigilância de todas as ações dos usuários - uma prática que, segundo ele, é preocupante. "Há um efeito inibidor na liberdade de expressão que impede que a web seja usada como um espaço para lidar com assuntos relevantes, como questões de saúde, sexualidade ou religião", disse.

Leia mais em:

http://link.estadao.com.br/noticias/cultura-digital,criador-da-web-tim-berners-lee-pede-regulacao-de-gigantes-da-internet,70002225331

https://www.theguardian.com/technology/2018/mar/11/tim-berners-lee-tech-companies-regulations

https://www.ft.com/content/743c9032-230c-11e8-add1-0e8958b189ea

https://elpais.com/tecnologia/2018/03/12/actualidad/1520856245_865371.html