Migueliut Sandoval, viúva do jornalista Ángel Gahona, morto no ano passado enquanto cobria protestos no país Migueliut Sandoval, viúva do jornalista Ángel Gahona, morto no ano passado enquanto cobria protestos no país / Reprodução

Ameaçada, família de jornalista assassinado na Nicarágua recebe asilo político nos EUA

A jornalista Migueliut Sandoval, viúva do também jornalista Ángel Gahona, morto no ano passado enquanto cobria protestos na Nicarágua, e a filha do casal, Amanda, receberam asilo político do governo dos Estados Unidos, informou o Centro Knight. Migueliut fez parte de uma comitiva que viajou a Washington em meados de 2018 para denunciar a repressão do governo nicaraguense, do presidente Daniel Ortega, e com isso passou a ser alvo de ameaças. As ameaças à jornalista e a sua filha levaram a Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) a adotar medidas cautelares para garantir a segurança das duas.

O jornalista Ángel Gahona foi morto a tiros em 21 de abril do ano passado em Bluefields, no nordeste da Nicarágua, enquanto fazia uma transmissão ao vivo de um protesto via Facebook. Quatro meses depois, dois jovens afrodescendentes foram considerados culpados pelo assassinato do jornalista. A decisão judicial causou objeção por parte da família do jornalista, que acredita que os disparos teriam sido feitos por policiais e não por manifestantes. Entre abril e outubro de 2018, a Fundação Violeta Barrios Chamorro registrou 420 casos de violação à liberdade de imprensa na Nicarágua.

Leia mais em:

https://knightcenter.utexas.edu/es/blog/00-20510-viuda-e-hija-de-periodista-nicaragueense-asesinado-reciben-asilo-politico-en-eeuu

https://www.laprensa.com.ni/2019/01/14/nacionales/2513645-ee-uu-otorga-asilo-migueliut-sandoval-viuda-del-periodista-angel-gahona-y-su-hijab