SIP condena assassinato de jornalista nos Estados Unidos Reprodução

SIP condena assassinato de jornalista nos Estados Unidos

A Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP) condenou o assassinato do jornalista norte-americano Zachary Stoner, produtor independente de conteúdo especializado em rap e cultura hip hop. “Solicitamos às autoridades que não descartem a hipótese de o crime estará associado à atividade jornalística", disse o presidente da SIP, Gustavo Mohme.

Stoner, que tinha mais de 176 mil seguidores no YouTube, foi morto por homens armados na periferia de Chicago no dia 30 de maio. O profissional estava em seu carro voltando de um show de rap quando um segundo veículo emparelhou e um ocupante disparou três tiros. Atingido na cabeça e no pescoço, o comunicador perdeu o controle e bateu em um poste.

Além de comentar e publicar vídeos, Stoner entrevistava membros de gangues da cidade e, em alguns casos, era um pacificador entre rivais. Em outubro de 2017, ele recebeu ameaças por conta da cobertura da morte de uma adolescente, cujo caso desencadeou numerosas suspeitas e teorias conspiratórias nas redes sociais. A polícia de Chicago investiga o caso.

Leia mais em:

http://www.sipiapa.org/notas/1212584-la-sip-condeno-el-asesinato-un-periodista-estados-unidos