Imprimir esta página
Brasileiros são os mais preocupados com desinformação on-line, diz estudo do Instituto Reuters

Brasileiros são os mais preocupados com desinformação on-line, diz estudo do Instituto Reuters

Os brasileiros são a população mais preocupada com a desinformação espalhada na internet, em especial via redes sociais, segundo a mais recente pesquisa anual Digital News Report, do Instituto Reuters, da Universidade de Oxford, realizada em 40 países.

O estudo mostra que 84% dos entrevistados no Brasil afirmam estar preocupados com notícias falsas na web. Além disso, 62% desconfiam das informações quando buscam notícias nas redes sociais. No entanto, cresce no país o uso dessas mídias para a busca de notícias, atualmente em um percentual de 67%.   

De forma global, 56% dos entrevistados dizem estar preocupados com a desinformação na internet. Segundo o estudo, 40% afirmam estar preocupados com a desinformação vinda dos políticos, enquanto 14% dizem temer a desinformação vinda de ativistas e 13%, dos jornalistas e organizações de notícias.