Estratégia de retenção de assinantes digitais de jornal francês descobre valor nos leitores casuais Reprodução/Le Figaro

Estratégia de retenção de assinantes digitais de jornal francês descobre valor nos leitores casuais

O jornal francês Le Figaro mudou a maneira como mede a rotatividade em sua carteira de assinantes digitais e está analisando mais de perto o que acontece depois que os leitores cancelam suas assinaturas. Ao fazer isso, descobriu valor inesperado nos leitores casuais.

O Le Figaro, que não envia uma mensagem de assinatura personalizada até ver como os leitores se comportam no site entre seis meses e um ano, entrevistou os assinantes no final do processo de assinatura e descobriu que 43% não haviam planejado comprar um plano quando chegaram ao site do diário pela primeira vez.

O objetivo da estratégia do jornal é equilibrar a retenção de assinantes aos mesmos níveis de aquisição de assinaturas, um dos principais desafios dos publishers que trabalham com receitas de conteúdo pago. Esses jornais sabem que o lado da balança onde estão os cancelamentos pesa mais por causa do desinteresse das pessoas em manter as assinaturas após um período promocional, prática tida como confiável e bastante utilizada pelas organizações de notícias.

A iniciativa do Le Figaro envolve mais tempo de acompanhamento do comportamento dos leitores que desistem após a etapa de ofertas. "As pessoas assinam uma oferta promocional e cancelam várias vezes, mas em algum momento o lapso de tempo entre as assinaturas diminui e elas finalmente ficam conosco", diz Gilles Corbineau, que recentemente deixou a direção de e-business e assinaturas digitais do Le Figaro para assumir uma posição de comando no grupo EBRA, que edita jornais regionais na França. "Há uma mudança estrutural na forma como a geração mais jovem se comporta e faz com que costumássemos medir a rotatividade irrelevante em muitos casos", explica.

Para entender o valor dos leitores, o Le Figaro monitora o número de assinantes que retém a cada mês, o número de dias nos quais uma pessoa permanece com sua assinatura e o número de dias entre a primeira e a segunda assinatura. O jornal descobriu, segundo o site Digiday, que depois da quarta assinatura em qualquer período, os leitores tendem a permanecer leais.

Leia mais em:

https://digiday.com/media/french-newspaper-le-figaro-finds-value-casual-readers/