Imagem do site do "Proyecto Inventario" Imagem do site do "Proyecto Inventario" Reprodução

Mesmo reprimido pelo governo, jornalismo independente de Cuba se destaca pela inovação

O jornalismo independente cubano tem enfrentado uma nova onda repressora, comandada pelo presidente castrista Miguel Díaz-Canel. Em meio às dificuldades, entretanto, a qualidade e a inovação da mídia crítica ao governo são destaques dentro e fora da ilha, relatam reportagens do Centro Knight.

Uma dessas iniciativas é a da jornalista Barbara Maseda, que mantém site especializado em jornalismo de dados em um país onde informação pública não está disponível ou não é confiável, informa Júlio Lubianco. Barbara lidera o Proyecto Inventario, cuja pretensão é servir como uma base de dados para consulta e uso de outros jornalistas independentes que escrevem sobre a ilha, relata a reportagem do Centro Knight.

Em entrevista a Lubianco, Barbara enfatizou que veículos independentes não têm acesso a nenhuma fonte do governo. “[...] Cuba é um lugar onde há muito sigilo de todos os tipos de informações”, disse a jornalista ao Centro Knight. Até mesmo as informações mais básicas e aparentemente desimportantes para serem configuradas como segredos de Estado são de difícil acesso, relata a reportagem. “Em Cuba não existe lei de acesso a informação. E a nível de publicação de dados, se publicam estatísticas, resumos de dados aos quais não temos acesso [...].

O site El Toque é outro exemplo de inovação. O portal venceu a categoria Reportagem Explicativa em uma Redação de Pequeno Porte da edição deste ano do Online Journalism Awards com o projeto “La Cuba que viene” (A Cuba que surge). Segundo reportagem de Teresa Mioli, do Centro Knight, a ideia foi criar um portal interativo “para aumentar o conhecimento e entendimento do público sobre a reforma constitucional que ocorreu em Cuba entre julho de 2018 e fevereiro de 2019”. O projeto contou com a colaboração de jornalistas, pesquisadores, juristas, analistas políticos, desenvolvedores de software e designers, e está disponível off-line e no aplicativo do site para celular para aqueles sem internet na ilha.

A dualidade entre o frutífero momento do jornalismo independente de Cuba e a forte repressão do governo está explicitada em recente petição de um grupo de 55 jornalistas independentes, pesquisadores, blogueiros e ativistas cubanos. O documento, publicado no Avaaz.org, solicita o fim da repressão do governo de Miguel Díaz-Canel e garantias para a liberdade de imprensa em Cuba, informa o Centro Knight. Os signatários destacam que a “variedade de projetos jornalísticos independentes” cresceu na ilha nos últimos anos, mas o mesmo ocorre com a "repressão física, jurídica e psicológica contra aqueles que participam de tais projetos".

O documento, que tem mais de mil signatários e continua a receber assinaturas, pede “a cessação da repressão contra aqueles que exercem liberdades de imprensa e expressão em Cuba; a eliminação de recursos legais que restrinjam e criminalizem o exercício de tais liberdades; o estabelecimento de garantias legais para exercê-las, que devem incluir transparência e leis de proteção de fontes; e a libertação imediata do [jornalista] Roberto de Jesús Quiñones Haces”, relatou Teresa Mioli.

Na petição, ainda segundo a reportagem do Centro Knight, os signatários destacam que a “variedade de projetos jornalísticos independentes” cresceu na ilha nos últimos anos, mas o mesmo ocorre com a "repressão física, jurídica e psicológica contra aqueles que participam de tais projetos". Em muitos casos, a repressão inclui detenções e prisões arbitrárias, buscas, interrogatórios, proibições de saída do país, campanhas de difamação, ataques cibernéticos e muito mais, de acordo com a petição, informou Teresa Mioli. Um desses casos é a prisão de Roberto de Jesús Quiñones Haces. O jornalista foi preso na quarta-feira (11) da semana passada (11) por resistência e desobediência.

Este texto foi editado a partir de reportagens do Centro Knight, que podem ser lidas na íntegra nos links abaixo:

Jornalista cubana usa criatividade para garimpar informações e manter base de dados para outros meios

Jornal argentino e site cubano vencem três categorias do Online Journalism Awards

Jornalista cubano começa a cumprir pena de um ano de prisão após ser condenado por resistência e desobediência

Jornalistas independentes de Cuba exigem o fim da repressão e pedem liberdade de imprensa