O e-mail ainda “é rei” nas estratégias de venda de assinaturas digitais, diz pesquisa

O e-mail ainda “é rei” nas estratégias de venda de assinaturas digitais, diz pesquisa

Nascidas nos primórdios da internet, as mensagens por e-mail são para os desavisados algo como os sinais de fumaça que no passado ajudavam povos distantes a se comunicar. No entanto, as informações trocadas por correio eletrônico mantêm até hoje seu status e, segundo alguns analistas, é a ferramenta mais eficaz para a monetização de conteúdo. “Para os publishers que desejam gerar mais assinaturas, o e-mail é o rei", garante Shareen Pathak, da britânica Digiday Research, ao comentar os resultados de uma pesquisa recente com 136 executivos de publicações.

A estratégia relatada como mais eficaz, segundo Pathak, foi “adaptar a frequência do e-mail” (29% dos entrevistados), seguida pela personalização do conteúdo de cada usuário (22%). Uma pesquisa anterior da Digiday também descobriu que 65% dos líderes de redação dizem que sua tática maisbem-sucedida para a aquisição de clientes é o e-mail – para efeito de comparação, os anúncios nas redes sociais revelaram ser eficientes para apenas 9% dos entrevistados.

Os participantes do estudo mais recente destacaram que o compartilhamento de listas de e-mail não é uma tática eficaz. Para eles, o crescimento orgânico da lista é fundamental. No que diz respeito à venda de produtos por assinatura, os editores estão obtendo maior sucesso comercializando para seus públicos existentes e conexões diretas por meio de anúncios internos e campanhas de marketing por e-mail. “Mesmo depois de todos esses anos, o e-mail ainda lidera o pacote no que diz respeito a conversões e engajamento de longo prazo”, diz Mark Weiss, da Digiday Research.

Leia mais em:

https://whatsnewinpublishing.com/publishers-believe-email-is-the-most-effective-tactic-for-driving-subscriptions-apparently-so-does-apple

https://digiday.com/media/digiday-research-the-most-effective-tactics-for-driving-subscriptions/ (somente para assinantes)