Casa RBS foi um dos hubs de comunicação do encontro, realizado em São Paulo no fim de semana Casa RBS foi um dos hubs de comunicação do encontro, realizado em São Paulo no fim de semana / Divulgação

RBS compartilha conteúdo e troca experiências no Festival Path

Um dos maiores eventos de tecnologia, comportamento e inovação da América Latina, o Festival Path reuniu empreendedores, comunicadores, artistas e diversos perfis do universo criativo para um fim de semana de apresentações, shows, filmes e atividades. E nesse encontro, que ocorreu em São Paulo, o Grupo RBS promoveu um dos hubs de conteúdo de comunicação – trazendo informações, tendências e ideias em 14 palestras.

Dentro da programação, um painel realizado no sábado (19) falou sobre os desafios das novas lideranças femininas. A partir do questionamento “O que já mudou e o que precisamos fazer para mudar?”, a vice-presidente de Produto e Operações do Grupo RBS, Andiara Petterle, a sócia-fundadora do Grupo DMRH e Cia de Talentos, Sofia Esteves, e a vice-presidente Global de Marketing da Gallo Worldwide, Laura Barros, contaram diferentes histórias e experiências que envolvem o assunto nas empresas.

– Nem todo mundo precisa ser líder, mas ser líder é acima de tudo servir a algo – apontou Andiara, para um auditório lotado.

A executiva resgatou alguns episódios de sua trajetória na comunicação e na tecnologia, tendo sido criadora de diversas startups. Andiara falou sobre o desafio de ser empreendedora dentro da própria empresa e destacou a oportunidade de participar de um momento de transformação na indústria.

– É minha responsabilidade fazer com que as coisas aconteçam. Lutei para chegar onde estou: ser uma mulher na liderança – disse. – Você faz as coisas acontecerem porque sabe que pode. O pior que pode acontecer é o chão, que é o limite. O potencial para cima é muito maior.

Novo paradigma do áudio – Em um mundo onde o processamento inteligente de dados mudou a forma de se pensar negócios e o próprio convívio social, o comunicador Arthur Gubert exibiu números impactantes sobre como o áudio faz cada vez mais parte da experiência do usuário. Estudos apontam que 50% das buscas pela internet devem ser feitas por voz até 2020, enquanto mais da metade dos lares norte-americanos terão assistentes de voz em até cinco anos. Diante desse novo paradigma, ele destacou como os profissionais de comunicação terão um papel ainda mais relevante.

– Mesmo com o crescimento das voice assistants e de toda a inteligência artificial, boas histórias sempre serão importantes. Boas conversas também. E os profissionais da comunicação dão essa camada humana e criativa para a experiência – comentou Gubert, durante a palestra realizada no domingo (20).

Ação com parceiros – Cinco jovens representantes do mercado de comunicação do Rio Grande do Sul foram convidados pela RBS para acompanhar toda a experiência do Path. A escolha aconteceu após uma campanha nas redes sociais, que contou com 2,6 mil votos. Jaqueline Hartmann (Fruki), Fernanda Kich (PUCRS), Ana Luiza Virtuoso (Global), Kamila Santos (Escala) e Billy Garcia (Escala) participaram do evento e compartilharam seus principais momentos nas redes sociais.

Ao longo do fim de semana, o Festival Path contou com mais de 300 palestras, totalizando mais de 500 horas de atividade.