Busca por informação confiável sobre a COVID-19 eleva acessos a sites de notícias nos EUA

Busca por informação confiável sobre a COVID-19 eleva acessos a sites de notícias nos EUA

A preocupação com os impactos da pandemia de COVID-19 na saúde e na economia, tanto local quanto global, levou os norte-americanos a priorizarem as informações produzidas pelas organizações de notícias.

Segundo análise da ComScore, cerca de 40 veículos de notícias concentraram a maior parte das visitas online entre os dias 9 e 15 de março, informou o Meio&Mensagem.

Os sites de notícias registram um crescimento de 23% em acessos em relação à semana anterior – totalizando mais de 100 milhões de visitas a mais. Em relação a janeiro, o crescimento de visitas foi de 30%.

O número de minutos gastos pelos leitores nos sites de notícias, informou o The New York Times, aumentou 46% em relação ao mesmo período de 2019, e as visitas gerais aumentaram 57%, segundo outro estudo da ComScore com mais de uma dúzia de sites de notícias gerais.

Destacam-se os resultados de grandes publishers, como The Atlantic, Business Insider, The New York Times, Los Angeles Times, The Wall Street Journal e Wired, que dobraram ou quase dobraram o número de visitas. A maioria dessas empresas disponibilizou artigos relacionados ao coronavírus gratuitamente para não assinantes.

Uma reportagem do The Washington Post de 14 de março, sobre por que surtos como o do novo coronavírus se espalham exponencialmente e como "achatar a curva" dos infectados e das mortes foi o texto mais visto da história do jornal no meio digital, disse uma porta-voz.

O público on-line do USA Today aumentou 30% nos últimos 12 meses, e o número de leitores que visitam o Vox.com cresceu 60% da primeira semana de março para a segunda. Os sites da Hearst Magazines atraíram 33% mais leitores, em comparação com o ano passado. E o número de visitantes únicos da Vanity Fair subiu 44% na semana passada, graças, em parte, a um tweet do presidente Trump atacando a cobertura de coronavírus da revista.

A audiência dos sites da Verizon Media, incluindo HuffPost e Yahoo News, aumentou quase 80% nos últimos dias, disse Guru Gowrappan, executivo-chefe da empresa, relatou o The New York Times. O tráfego do BuzzFeed News subiu 44% nos 10 dias anteriores ao fim de semana dos dias 14 e 15 de março.

"As pessoas estão realmente desesperadas por boas informações e análises factuais", afirmou John Micklethwait, editor-chefe da Bloomberg News.

Leia mais em:

https://www.meioemensagem.com.br/home/midia/2020/03/24/pandemia-impulsiona-acessos-a-sites-de-noticia-e-varejo.html

https://www.nytimes.com/2020/03/20/business/coronavirus-news-sites.html