Jornal NOVO, Novinho em folha: conheça as mudanças Divulgação

Jornal NOVO, Novinho em folha: conheça as mudanças

Você percebeu que esta edição do NOVO está diferente, mais completa e com conteúdo mais atual e diversificado? Pois essa é a versão da nova fase que o jornal impresso deflagra. Em busca de ampliar seu público e oferecer mais informação, de forma mais dinâmica e interativa com os leitores. A partir de hoje, o jornal unifica suas edições de sábado e domingo e leva o mesmo estilo de conteúdo para as edições diárias de terça a sexta. 

As mudanças seguem a tendência de mercado, cuja veiculação de anúncios se tornou mais dinâmica nas diferentes plataformas que passaram a ser utilizadas e acessadas com maior intensidade pelos leitores. 

“É a primeira fase de mudanças no projeto de jornal que está sempre inovando para atender e ampliar seu público. Estamos com um conteúdo mais variado para popularizar o jornal”, explica Paulo Moreira, Executivo de Inovação do NOVO Notícias. 

Essas mudanças no conteúdo são consequências do projeto inicial, que começou em 2015, quando o jornal inovou sua estrutura editorial pela primeira vez após seis anos no mercado. Paulo Moreira conta que tais mudanças são essenciais para um veículo que se propõe a inovar. A edição impressa do NOVO começou a circular em 2009 e em 2012 lançou seu portal. “Até 2015, quando promovemos as primeiras mudanças, tivemos um público linear. A partir daí, até o início de 2017, nosso público cresceu 518%, o que demonstra que é preciso se reinventar para continuar atual”, constata o executivo de inovação. 

De lá para cá o NOVO conseguiu agregar público e se tornar mais próximo do leitor por meio dos canais digitais, estando presente na maioria das redes sociais e sendo pioneiro com o NOVOWhats, conteúdo oferecido gratuitamente via whatsap em três boletins diários, para mais de 15 mil pessoas cadastradas. 

A interação com os leitores tornou-se prioridade. “Criamos um canal exclusivo para se comunicar com o leitor por meio das equipes de ‘Radar’ e ‘Comunidades’. Isso resultou em maior engajamento de leitores que também ajudam a produzir o conteúdo”, explica Paulo Moreira. Agora, essa mesma estratégia é levada para o impresso. 

Com um conteúdo mais leve e popular, mantendo a credibilidade e confiabilidade da apuração, o NOVO se reinventa mais uma vez. O Executivo de Conteúdo e Engajamento da Audiência, Everton Dantas, reforça que o jornal passa a contar com matérias de cunho mais popular, que alcançam todos os públicos e nas quais o leitor se sente mais representado. 

“A intenção é sair do conte- údo burocrático sobre temas específicos para um conteúdo mais leve e popular. Pautas de comunidade e problemas que atingem a população serão mais frequentes, sempre com a participação do leitor. Queremos que o jornal fortaleça sua função de ser ferramenta de melhoria de qualidade de vida para a população”, destaca. 

Na página 2 desta edição, por exemplo, o leitor já conta com o espaço “Senhor Leitor”, que estreia com matéria solicitada por leitores querendo esclarecimentos sobre pagamento de salário dos servidores. Como é de praxe, o NOVO checou. É só conferir.

Seguindo tendência mundial

As mudanças promovidas pelo NOVO a partir desta edição partem da premissa de que é necessário se tornar mais eficiente para entregar ao leitor um produto melhor, mesmo no período de crise vivido pelo país. 

O Conselheiro de Relacionamento com Comunidades e Marcas Carlos Magno Araújo relata que o NOVO segue tendência mundial. “Estamos entrando nesta nova fase com entusiasmo porque ela acompanha o ritmo do que está ocorrendo em outras regiões e mesmo em outros países, inclusive os mais ricos, onde a mídia impressa se reposiciona para conviver com o crescimento dos meios digitais”. 

Para ele, os meios digitais não podem ser vistos como concorrentes, mas sim como aliados que trazem a possibilidade de ampliar e expandir o conteúdo produzido pelo veículo. “Esse crescimento dos meios digitais significa uma tendência bem mais abrangente do que a vivida pelo mercado da comunicação, pois está em tudo, em todas as profissões e em todas as atividades da vida moderna; dentro desse contexto, estamos buscando nos sintonizar e nos sincronizar ainda mais com o mundo que nos cerca”, declara o jornalista.

Engajamento define o NOVO

“Somos hoje o jornal com maior engajamento de leitores no estado e o jornal vai ser realmente pautado pelo leitor. E temos uma novidade: no fim de semana temos a sessão NOVO MAIS com assuntos variados que falam de celebridades, emprego, concursos, novelas, ciência. É um conteúdo exclusivo, num investimento com a as duas maiores agências de notícias do país”, revela Everton Dantas. 

Para o digital será levado o mesmo entendimento na perspectiva de informar antes, mas com apuração e sem erros. Estão previstas mais mudanças nos próximos meses que alcançarão também a produção digital, inclusive com o projeto de um novo portal. 

O jornal continua com reportagens especiais de temas mais complexos como segurança e política, que nesta edição podem ser conferidas nas páginas 3 e 8, respectivamente. E “Cultura” virou “Pop”, sinalizando a ampliação do universo a ser atingido. O esporte é outra editoria beneficiada por esse olhar mais popular. 

Os colunistas do NOVO permanecem com seus textos opinativos, mas nem todos permanecem no impresso. A maioria passa a figurar nos canais digitais, portal e redes sociais, numa forma de levar mais opinião e debate para estas plataformas, que costumam ter ainda mais interação da audiência. Durante a semana, o número de páginas do impresso foi redimensionando no sentido de compatibilizar a oferta de conteúdo com as demandas industriais para a produção do impresso. 

Ainda em relação a interação, Everton Dantas anuncia mais uma novidade: agora, qualquer pessoa que quiser enviar texto para o NOVO terá um espaço no digital, desde que não seja texto ofensivo. Quem se interessar pode escrever e enviar por meio dos nossos canais digitais ou no e-mail pauta@novonoticias. com.