Presidente emérito do Grupo RBS e o presidente da ARI, Luiz Adolfo Lino de Souza. Presidente emérito do Grupo RBS e o presidente da ARI, Luiz Adolfo Lino de Souza. /Foto: André Ávila/Divulgação

Jayme Sirotsky recebe homenagem da Associação Rio-Grandense de Imprensa (ARI)

Na semana em que o Grupo RBS completa seis décadas de história, a liderança e a defesa pela liberdade de expressão garantiram, novamente, um lugar de destaque ao presidente emérito do Grupo RBS: desde a tarde de ontem, a foto de Jayme Sirotsky passou a fazer parte da Galeria dos Notáveis da Imprensa Gaúcha. A homenagem da Associação Rio-Grandense de Imprensa (ARI) é um reconhecimento a empresários, dirigentes e jornalistas que marcaram época e são motivo de orgulho para a entidade.

– Jayme Sirotsky sempre se destacou como empresário e homem de comunicação, com suas posições firmes em defesa da liberdade de expressão, que o levaram à atuação em entidades de classe e ao comando de duas das maiores instituições representativas do jornalismo: a Associação Nacional de Jornais (ANJ) e a Associação Mundial de Jornais (WAN) – destacou o presidente da ARI, Luiz Adolfo Lino de Souza.

A foto de Jayme, que é associado da ARI desde 1970 e conselheiro honorário da entidade, está afixada ao lado do quadro com a imagem do irmão Maurício Sirotsky, cuja homenagem foi prestada em 1986. Nomes como Hipólito José da Costa – patrono da imprensa brasileira, que identifica o Salão Nobre da ARI onde fica a galeria – Francisco Antônio Caldas Júnior, Francisco Leonardo Truda, Paulo Sérgio Gusmão, Ernesto Corrêa, Breno Caldas, Henrique Bertaso e Frederico Arnaldo Ballvé completam a galeria de personalidades.

– Eu me sinto honrado por ser homenageado numa galeria composta por grandes nomes da imprensa gaúcha, mas mais feliz por ser distinguido ao lado do Maurício. Isso tem um simbolismo grande. Ele foi meu irmão, meu sócio, meu companheiro da vida inteira – destacou o presidente emérito do Grupo RBS.

De acordo com Luiz Adolfo, a intenção de prestar a homenagem em vida é uma ideia da nova gestão (2017-2020), que pretende também valorizar jornalistas e não apenas empresários do setor de comunicação. A ARI tem 81 anos e cerca de mil associados no RS.

Em sua fala, Jayme Sirotsky lembrou lições importantes aprendidas em família, como filho de imigrantes que chegaram ao Estado em 1913.

– O trabalho, a educação, o empreendedorismo e a solidariedade fincaram raízes nas nossas ações, de Maurício e minhas e depois na presença de Fernando Ernesto, no crescimento do que viria a ser um grupo de comunicação. À época, uma emissora de rádio e depois de alguns anos uma concessão de um canal de televisão. A trajetória nos deixa muito felizes – recordou Jayme.

Estiveram presentes na cerimônia o vice-presidente Editorial do Grupo RBS, Marcelo Rech, o diretor-executivo de Finanças e Controladoria, Ibanor Pelosso, com outros colegas do Comitê Editorial da RBS, além do empresário e advogado Fernando Ernesto Corrêa, associados e amigos da ARI.

– Tem sido uma vida rica, ter chegado onde chegamos nesses 60 anos da RBS, dos quais eu tive a oportunidade de acompanhar integralmente. Que boa essa jornada. Que bom quando a gente chega ao que chegamos com o reconhecimento de amigos e instituições como a ARI – destacou Jayme Sirotsky.