Hora de Santa Catarina reforça posicionamento no seu 11º aniversário

Hora de Santa Catarina reforça posicionamento no seu 11º aniversário

Ao completar 11 anos, a Hora de Santa Catarina reafirma o seu compromisso com os leitores da Grande Florianópolis. Ao levar informação relevante e com foco principalmente na prestação de serviços, a Hora está na preferência do público por valorizar a produção de conteúdo local. É o jornal de maior circulação na Grande Florianópolis e sua audiência nos canais digitais também cresce: a cada mês são 1.597.771 páginas vistas no site da Hora e, nas redes sociais, já são 377.300 seguidores.

— Somos um jornal de todos e por isso estamos nas bancas, sempre muito próximos dos leitores. Como nossa base não é a assinatura, o resultado do nosso alcance se torna ainda mais expressivo e comprova que estamos no caminho certo. A nossa essência é centrada nas pessoas, é para elas e inspirado nelas que o jornal Hora de Santa Catarina está nas ruas todos os dias — destaca Adriano Araldi, diretor de jornais e rádios da NSC Comunicação.

NOVIDADES EDITORIAIS

Para se aproximar ainda mais do público, na semana de comemoração o jornal também se renova, com melhorias no visual e na linha editorial.

O colunista Edsoul, a voz das periferias, passa a ter a coluna diária, cobrando mais eficiência e agilidade das autoridades quando o assunto é atendimento básico. Aos sábados, com periodicidade quinzenal, ele vai visitar uma comunidade da Grande Florianópolis com a equipe da Hora, para que os leitores possam contar suas histórias e apontar os problemas que enfrentam.

Laine Valgas, que já tem uma relação bastante estreita e intensa com o público, abrirá ainda mais espaço na sua coluna para ajudar aqueles que carecem de assistências básicas. Da mesma forma, o experiente Mário Motta vai ajudar as pessoas “a fazer um bom dia”, como ele sempre diz. Continuará a ser os olhos da população, cobrando ainda mais empenho e qualidade na prestação de serviços, como mobilidade urbana, infraestrutura e segurança.

O Espaço do Trabalhador, às quintas-feiras, manterá as oportunidades de trabalho e dicas preciosas para quem busca uma colocação no mercado. A novidade é que agora o assunto ganha uma página inteira. E sempre no início do mês, será a vez de apresentar uma personalidade das comunidades. A ideia é contar histórias inspiradoras de pessoas engajadas. O primeiro Nossa Gente é da Hora, publicado nesta sexta-feira (1º), destacou a história do Zezinho da Aflodef, um manezinho que luta por direitos iguais para todos.

A Hora também marca a passagem do seu aniversário reforçando seu compromisso de abraçar as causas dos leitores. Por isso, a sessão Seu Problema é Nosso ganha destaque nas capas às terças-feiras. O leitor é o protagonista desta página, mandando depoimentos para a redação. Já a plataforma digital será incrementada com muito mais vídeos.

As promoções que costumam presentear os leitores continuam a todo vapor. Neste mês de comemoração, está valendo o Aniversário Premiado, que no dia 10 de outubro sorteará uma moto Honda 0 Km aos participantes da campanha promocional dos 11 anos. No ano passado, com a promoção Junte & Ganhe – Cartela Ouro, foi sorteado um apartamento no bairro Bela Vista, em Palhoça, avaliado em R$ 140 mil, o maior prêmio da história da Hora. Ao longo desses anos, o jornal já distribuiu cerca de 1,1 milhão de kits promocionais.

E estas são apenas algumas das mudanças da publicação. Para saber sobre mais, acesse o site da Hora.

CONTEÚDO ESPECIAL

Neste primeiro fim de semana de setembro, tem matéria especial na Hora. O repórter Rafael Thomé foi conferir como são as batalhas de rima e conhecer mais sobre a cultura hip-hop em Florianópolis. A produção tem imagens do fotógrafo Marco Fávero e coordenação da editora Stefani Ceolla. Para o conteúdo especial – intitulado Ritmo, poesia e resistência: as batalhas de rap em Florianópolis –, também foram criados teasers de divulgação, que chegam às redes sociais da Hora de Santa Catarina nesta sexta-feira. A reportagem estará ainda no Diário Catarinense, no caderno NóS, para todo o Estado.