Imprimir esta página
SIP rechaça contínuos ataques de Trump à imprensa que podem gerar violência a jornalistas

SIP rechaça contínuos ataques de Trump à imprensa que podem gerar violência a jornalistas

A Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP) rechaçou nesta segunda-feira (03) os novos ataques do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, à imprensa norte-americana que, no entendimento da entidade, podem incitar atos de violência contra jornalistas e mídia. “A retórica do governo de Trump não têm precedentes e ameaça sufocar a capacidade dos meios de comunicação de informar ao público sobre as atividades do novo governo e seus planos para o futuro do país”, alertou Roberto Rock, presidente da Comissão de Liberdade de Imprensa e Informação. A entidade tem manifestado preocupação com a falta de transparência da atual gestão da Casa Branca, além de insinuações da presidência sobre a possibilidade de estabelecer regulação ao direito de sigilo de fonte e a aplicação de leis de difamação contra a mídia, o que afetaria a liberdade de imprensa.


A reação da SIP veio um dia depois de Trump ter publicou em sua conta numa rede social, no último domingo (2), uma montagem de vídeo em que ele aparece batendo e derrubando uma pessoa com o logotipo da rede CNN no lugar do rosto. O vídeo postado pelo presidente é de um evento real, ocorrido em 2007 em uma arena de luta livre. Em uma brincadeira publicitária, Trump, então apenas uma estrela da TV, levou o dono da WWE (empresa que promove shows de luta livre), Vince McMahon, ao chão em sua “batalha dos bilionários”. Na montagem feita agora, o rosto de McMahon é substituído pelo logo da CNN. O vídeo termina com uma imagem semelhante ao logotipo da emissora, mas com a sigla FNN, representando “Fraud News Network” (“Rede de Notícias Fraudulentas”), o último apelido de Trump para um dos seus alvos de mídia mais frequentes.

“É um dia triste quando o presidente dos Estados Unidos encoraja a violência contra jornalistas. Em vez de se preparar para sua próxima viagem à Europa e para o encontro com (Vladimir) Putin, assume posturas infantis que não estão à altura de seu papel. Continuaremos a fazer nosso trabalho. E ele deve começar a fazer o seu”, disse a CNN em comunicado. Trump tem criticado de forma constante veículos como CNN, NBC, ABC, CBS e os diários The New York Times e The Washington Post como “meios de notícias falsas”, “desonestos” e “inimigos do povo norte-americano.

Leia mais em:
http://www.sipiapa.org/notas/1211549-eeuu-sip-rechaza-continuos-ataques-donald-trump-contra-la-prensa

Itens relacionados (por marcador)