Mark Thompson: a construção de um NYT digital com base em jornalismo de alta qualidade e voltado para o leitor

Mark Thompson: a construção de um NYT digital com base em jornalismo de alta qualidade e voltado para o leitor

Ao longo de um mandato de oito anos que começou em 2012, Mark Thompson, presidente e CEO da New York Times Company, supervisionou ampla transformação da instituição histórica em uma marca de notícias centrada no digital. Sob sua liderança, o número de leitores digitais do jornal saltou de meio milhão para quase 6 milhões de assinantes. A receita anual de assinaturas apenas digitais chegou a US$ 450 milhões no final de 2019. O diário tem agora 6,5 milhões de leitores pagantes, mais da metade do caminho em direção à meta de Thompson de dez milhões de assinantes até 2025.

A poucos dias de ser substituído por Meredith Kopit Levien, vice-presidente executiva e COO da Times Company, Thompson tem ressaltado que o jornalismo do The New York Times está mais valorizado do que nunca. Segundo ele, o jornal é, atualmente, lucrativo sete dias por semana, mesmo sem publicidade, e caminha em direção a uma etapa exclusivamente digital no futuro muito próximo. O executivo diz que ficaria "muito surpreso" se houvesse um jornal impresso do The New York Times daqui a 20 anos. 

“Escolhi este momento para renunciar porque alcançamos tudo o que me propus a fazer quando entrei para a Times Company, há oito anos -- e porque sei que, em Meredith, tenho uma sucessora notável que está pronta para liderar o empresa no próximo capítulo ”, disse Thompson, como parte do anúncio de transição. “Não há nada que me deixe mais orgulhoso do que o fato de que nossa redação é substancialmente maior hoje do que quando entrei. O mundo precisa do jornalismo do Times agora mais do que nunca.”

Leia aqui entrevista concedida ao site da McKinsey & Company e neste link reportagem de Alex Sherman, da CNBC.