Atualização do Google Chrome prejudica estratégia de jornais para assinaturas digitais Reprodução/What's New in Publishing

Atualização do Google Chrome prejudica estratégia de jornais para assinaturas digitais

Uma atualização do Google Chrome, navegador mais popular da internet (dono de quase 64% do mercado), cria a partir desta terça-feira (30) um novo problema para publishers que já implantaram seus sistemas de assinatura digital.

A mudança que será promovida pelo Google inviabilizará a possibilidade dos jornais de detectar usuários em navegação anônima, considerada pela empresa de tecnologia como uma falha em sua plataforma. Atualmente, esse recurso garante eficácia aos modelos paywalls “freemium”, mistura de conteúdos pagos e gratuitos, e “medidos”, que permitem acesso a um número limitado de textos sem pagamento ou cadastramento.

Com a mudança, projeta o site Nieman Lab, muitos publishers poderão se ver pressionados a adotar modelos de pagamento mais rigorosos, nos quais a leitura está condicionada a registro e pagamento sem a alternativa de conteúdos gratuitos. Nos Estados Unidos e na Europa, segundo recente pesquisa do Instituto Reuters para o Estudo do Jornalismo, 69% dos jornais operam com algum tipo de modelo de remuneração. Os “paywalls duros” são extremamente raros, com o cenário dividido igualmente entre os modelos “freemium” e “medidos” (33% cada). Entre esses veículos estão, por exemplo, The New York Times, The Washington Post, Los Angeles Times e The Boston Globe.

O Google informou que irá "trabalhar para remediar qualquer outro meio atual ou futuro de detecção no modo de navegação anônima" e recomendou aos publishers "exigir registro gratuito para visualizar qualquer conteúdo ou endurecer seus canais de pagamento". O presidente e CEO da News Media Alliance (NMA), instituição resultante da Newspaper Association of America (NAA) e que reúne mais de 2 mil veículos de imprensa dos Estados Unidos e do Canadá, pediu à empresa de tecnologia que repensasse essas mudanças.

"É decepcionante que o Google esteja de novo unilateralmente impondo sua vontade aos editores de notícias", disse Chavern. “Como a navegação incógnita burla os paywalls e, portanto, oportunidades de amostragem gratuita, os editores podem ser forçados a construir paywalls duro”, afirmou. "No momento, as mudanças planejadas do Google dificultarão o acesso das pessoas às notícias online".

Leia mais em:

https://whatsnewinpublishing.com/google-unlocks-33-of-publisher-paywalls-on-july-30-this-is-what-happens-next/

https://www.warc.com/newsandopinion/news/chrome_move_forces_publisher_rethink_of_metered_paywalls/42382

https://www.niemanlab.org/2019/06/publishers-will-soon-no-longer-be-able-to-detect-when-youre-in-chromes-incognito-mode-weakening-paywalls-everywhere/