Campanha do WSJ desafia leitores a lerem jornalismo de qualidade e aprofundado Reprodução

Campanha do WSJ desafia leitores a lerem jornalismo de qualidade e aprofundado

O jornal norte-americano The Wall Street Journal lançou uma campanha institucional (veja aqui o vídeo principal) que desafia aos leitores a lerem com profundidade textos detalhados e não apenas os conteúdos considerados iscas fáceis de cliques nas redes sociais. O objetivo da campanha é engajar e reter assinantes digitais, além de conquistar novos leitores pagantes. Por isso, entre 9 e 11 de novembro, todas os conteúdos do site do jornal estarão liberados para acesso.

Desenvolvida pela agência The & Partnership, a campanha (‘Read Yourself Better’) está calcada nos dados identificados por muitas das mais recentes pesquisas de comportamento do leitor, segundo as quais as pessoas estão cada vez mais exigentes com a credibilidade dos produtos, marcas e serviços. As peças publicitárias serão veiculadas em mídia externa, TV, redes sociais e no jornal (site e impresso).

“A ideia é destacar o quão difícil é para os consumidores navegar em nosso cenário de mídia sobrecarregado e descobrir em quem confiar e o que vale a pena ler”, diz Justin Ruben, diretor executivo de criação da The & Partnership. "O The Wall Street Journal é uma solução para isso, com seu jornalismo de qualidade baseado em fatos. Criativamente, queríamos dar vida ao mundo on-line e off-line de uma maneira nova e inesperada".

Atualmente, o The Wall Street Journal conta com mais de 2,6 milhões de assinantes, tanto digitais quanto impressos.

Leia mais em:

https://www.thedrum.com/news/2019/11/04/wall-street-journal-read-yourself-better-campaign-aims-promote-quality-journalism