Imprimir esta página
Desinformação digital recua no Reino Unido, mas Facebook ainda é usado para multiplicar notícias falsas

Desinformação digital recua no Reino Unido, mas Facebook ainda é usado para multiplicar notícias falsas

O índice geral de desinformação digital produzida no período anterior à eleição geral do Reino Unido, na próxima quinta-feira (12), recuou em relação a outros momentos eleitorais do país, mesmo assim o Facebook apareceu como o local preferido para o compartilhamento de falsidades ou distorções. A constatação é do mais recente estudo do Oxford Internet Institute (OII), da Universidade de Oxford.

Os pesquisadores descobriram que os sites que produzem notícias falsas publicaram uma média de 9,6 matérias por dia durante o período anterior à eleição, em comparação com 38,2 textos por dia das principais organizações de notícias. Embora os sites de notícias indesejadas tenham sido menos produtivos do que os principais meios de comunicação durante a campanha, destaca a pesquisa, seus conteúdos tendem a ser mais visuais e têm maior probabilidade de serem compartilhados no Facebook do que os textos noticiosos.

A equipe da Universidade de Oxford também descobriu que 40% das postagens com desinformação no Facebook provocaram reações extremadas dos usuários. Os pesquisadores de Oxford também verificaram que as notícias mais populares não desejadas compartilhadas nas páginas do Facebook do Reino Unido eram versões distorcidas de notícias originárias das principais fontes de notícias produzidas por jornalismo profissional. Em três quartos das histórias analisadas, isso foi combinado com acusações de irregularidades, preconceitos ou mentiras.

As descobertas mostram, segundo o professor Philip Howard, diretor do OII, um declínio na quantidade de notícias indesejadas que circulam pelo Twitter, com os usuários mais propensos a compartilhar informações de uma fonte mainstream confiável do que uma fonte de notícias falsas.

Leia mais em:

https://www.oii.ox.ac.uk/news/releases/junk-news-declines-on-twitter-but-facebook-users-still-respond-to-disinformation/?utm_source=Daily+Lab+email+list&utm_campaign=ebff9ef013-dailylabemail3&utm_medium=email&utm_term=0_d68264fd5e-ebff9ef013-386384393