O que os influenciadores pensam do jornal Notícias do Dia?

O que os influenciadores pensam do jornal Notícias do Dia?

O impresso é o meio mais tradicional do jornalismo. Só depois vieram rádio, televisão e, por fim a internet. Esta permitiu uma nova forma de contar histórias, como a que fazemos no nd+. Como também, através das redes sociais, possibilitou o surgimento dos influencers – profissionais que compartilham conhecimento, visões e experiências de vida nas redes.

Mas o que acontece quando as duas pontas, o experiente impresso e os jovens influenciadores digitais, se tocam? O Grupo ND mandou exemplares do Jornal Notícias do Dia para quatro influenciadores catarinenses, e perguntou o que eles acham da importância do impresso hoje em dia.

Há muito tempo que se fala da tão temida morte do jornal impresso – e muito antes da web se difundir, no início dos anos 2000. Acharam que o rádio substituiria o jornal na década de 1920, e que o próprio rádio seria substituído na década de 50 pela televisão. Nada disso aconteceu e cada meio se adaptou.

É verdade que o impresso não acompanha o ritmo frenético da internet. A sua periodicidade é diária, e não instantânea, como a mídia digital. Ainda assim, como muitos influenciadores destacaram, o jornal impresso é ainda uma experiência única. Em meio à onda de fake news, é também uma forma segura de se informar.

“Sentar em uma poltrona e ler jornal é incomparável”
Para a influenciadora Juliane Amorim, que compartilha seu conhecimento sobre moda, comunicação e criatividade na sua página do Instagram, o prazer de sentar em uma poltrona e ler um jornal é incomparável. Principalmente quando nos desligamos do mundo online.

A oposição que fazem entre o impresso e o online é parecida com aquela entra os discos de vinil e o streaming, afirma Amorim, que ama viver os momentos. “Não é porque temos na palma da mão música de qualidade que vamos deixar de ter o prazer de de abrir um toca-discos” afirma.

“Acho que o impresso vai sofrer uma remodelação para se adaptar a esse público que gosta de tradições. A gente sabe que ele não é uma fonte de notícias em primeiro e não será a mesma coisa. Mas também não sumirá do mapa tão cedo” conclui a influencer de Florianópolis.

Fonte segura e confiável
Halley de Oliveira e Júlia Ghisi, que compartilham experiências de viagens, conhecimento sobre gastronomia, vinhos e estilo de vida na página do Instagram Halley e Jú pelo Mundo, vivem no universo digital. Quando não estão no Instagram, estão online em função do trabalho em uma empresa de tecnologia.

Apesar de preferirem o digital, destacam que há muita fake news no universo online. Assim, o impresso seria uma importante fonte de informações seguras. “Independente do meio que você escolher, a fonte tem que ser segura e confiável”, destaca o casal.

Ler o impresso é como degustar um bom vinho
“Ler um jornal impresso é como degustar um bom vinho” define a someliére de vinhos Heloise Guil, dona da página Lady in Red Wines. “É um momento de pausa. Você se conecta com aquelas informações e se desliga um pouco do mundo exterior e das suas atividades diárias. Se conecta com aquele conhecimento, com aquela cultura”.

“Minha mãe, que é professora, sempre assinou jornal impresso porque ela acreditava que o jornal era uma fonte de desenvolvimento pra mim e para as minhas irmãs”, lembra. Minha família se reunia quando chegava o jornal em casa e cada um pegava um caderno pra ler. Era quase um ritual”.

Entretanto, devido à correria do dia-a-dia, Heloise conta que se informa mais pelo do nd+. “Dou prioridade para ler o jornal no digital e adoro o formato digital” afirma.

Para influenciadora, periodicidade do impresso garante apurações mais sólidas
“Tem quem espera a impressão do dia seguinte porque tem o lapso de tempo e a pesquisa envolvida. O que vemos na internet nem sempre é tão confiável. O impresso tem respaldo, as pessoas leem e pensam ‘foi investigado, alguém pesquisou'”, afirma Joana Volpato.

Junto ao marido Marcos Rocca, eles comandam a página do Instagram Pitacos do Casal, onde ajudam os seguidores a ter um estilo de vida saudável em família.

Sobre a importância do impresso, Rocca defende que o impresso se mantêm contra “a quantidade de fake news, sabemos que houve eleições que foram decididas assim”.

“Tem uma geração mais velha que confia no jornal impresso como a única fonte segura. Ainda é um público que não esta acostumado ler algo na internet e buscar ver se a informação é verídica ou não. Já o público mais jovem, quando vê uma informação anormal, escandalosa, procura saber se isso é verdade ou não”, afirma Rocca.

Volpato também associa o impresso às memórias da infância. “Lá em casa tinha disputa para ver quem pegava as cruzadinhas”, lembra o influenciador. “Acreditamos que o impresso perdurará por mais tempo, é uma fonte segura de informação”.

Assine o jornal Notícias do Dia
O jornal Notícias do Dia apresenta diariamente informações dos municípios da Grande Florianópolis. Conheça e assine neste link.

Pandemia e trabalho recomendações do MPT